05/09/2021 Por Bárbara Rocha

O que fazer em Joanesburgo, África do Sul: 14 melhores atrações.

Descubra o que fazer em Joanesburgo, uma cidade repleta de possibilidades!

Curiosamente, muitas pessoas tendem a pular esse destino em suas viagens para África, fazendo apenas uma breve conexão no Aeroporto Internacional OR Tambo antes de embarcar para a Cidade do Cabo ou algum destino de safári.

Mas, em nossa opinião, isso é um erro, e vamos te explicar o porquê!

Com apenas alguns dias em Joanesburgo, sem dúvidas, você vai se divertir com os muitos restaurantes, mercados, ou fazendo safaris e passeios culturais pelos arredores da cidade.

Para completar, é um destino importantíssimo para conhecer a história da África do Sul, que teve um episódio tão marcante e recente como o Apartheid. Definitivamente, uma aula de história incrível para qualquer pessoa!

E aí, quer saber mais?

Continue lendo para conhecer as 14 atrações que não podem faltar no roteiro de Joanesburgo, além de dicas importantes – como onde ficar e onde comer em Joanesburgo – que vão garantir uma estadia inesquecível na Cidade de Ouro!

lion
dois sul-africanos com rosto pintado com tinta branca, fazem pose de espanto para foto em rua de Joanesburgo áfrica do sul, durante o dia

O que fazer em Joanesburgo - melhores atrações

1. Visite o Museu do Apartheid

Fotografias expostas a céu aberto no Museu do Apartheid, um dos lugares a ser visitando entre muito o que fazer em Joanesburgo

De antemão, já sabíamos que, se havia um lugar que a gente tinha que visitar em Joanesburgo, era o Museu do Apartheid

Assim como o Museo de los Derechos Humanos, no Chile, o Yad Vashem, em Israel, e o Museo de la Revolucion em Havana, esse museu é imperdível!

Inaugurado em 2001, o museu leva os visitantes a uma jornada emocional dramática pela ascensão e queda do regime Apartheid na África do Sul.

Já na chegada, você é impactado ao receber um ticket que vai classificá-lo(a) aleatoriamente como branco ou não branco, e você vai poder sentir na pele (ainda que não dê para comparar!) o que foi essa animosidade entre seres humanos.

Os eventos históricos, exibidos em forma de filmagens, fotos, paineis, artefatos, contados de forma necessária, são super impactantes. 

Para completar, há também no local uma exposição inteira dedicada a Nelson Mandela, que vale muito a pena!

Portanto, se for ficar por pouco tempo na cidade, certamente esse é um dos lugares que já fazem a viagem valer a pena!

Dica:

Enquanto algumas pessoas recomendam passar duas horas neste museu, nossa opinião é que você precisa de três, no mínimo. 

Mas, ainda assim, pode não ser suficiente. Nós conhecemos pessoas que, após passarem 3 ou 4 horas neste museu, ainda voltaram no dia seguinte para explorar mais!

Informações Práticas: 

– O museu está aberto diariamente das 9h00 às 19h00. 

– A entrada custa R100 (R$33,00).

Bom Saber: 

O Museu do Apartheid é uma das paradas do ônibus hop-on hop-off.

2. Explore Soweto

casal viajando o mundo Vagner Alcantelado e Babi Rocha

Antes de mais nada, saiba que uma viagem a Joanesburgo nunca vai esar completa sem uma visita à Soweto, a maior e mais famosa township da África do Sul!

Criada pelo governo branco, entre o final do século 19 e o início do século 20, Soweto (sigla para South Western Townships) nasceu para alojar trabalhadores negros que “davam o sangue” nas minas de ouro de Joanesburgo. 

Mais tarde, passou a abrigar os negros expulsos de suas casas na cidade, que virou um território branco.

Hoje, Soweto é considerada um distrito (ou ainda uma favela), que cresce mais e mais a cada dia. Atualmente, são cerca de 3 milhões de pessoas morando por lá!  

Portanto, uma visita a Soweto é, sem dúvidas, uma ótima chance de aprender sobre a história do bairro, ver mais de perto os hábitos africanos e conhecer muitas histórias interessantes.

Ficamos surpresos ao perceber que, apesar das difíceis condições de vida por lá (muitas pessoas ainda vivem em casas de ferro corrugado), o lugar é bastante alegre e seguro.

Por fim, o lugar é cheio de moradores simpáticos, que vão puxar assunto, pedir para tirar fotos ou dinheiro. Recomendo levar alguns trocados/gorjetas, pois é comum que isso aconteça o tempo todo.

Um lugar que, certamente, não pode ficar de fora do roteiro de Joanesburgo!

casas coloridas de Soweto, um dos lugares a ser visitado entre muito o que fazer em Joanesburgo áfrica do sul

Os principais pontos de referência em Soweto são:

O Memorial De Hector Pieterson:

Este lugar é, basicamente, uma praça com um monumento em homenagem ao jovem Hector Pieterson, que foi morto aos 12 anos, durante os protestos de 1976,  quando o Afrikaans foi imposto como a única língua oficial.

De acordo com os moradores, as pilhas de pedras no local, em diferentes alturas, representam os jovens que protestavam contra os métodos de ensino daquela época.

Já as pedras espalhadas representam as únicas armas que os jovens tinham para lutar contra as forças de segurança; por último, a água corrente representa as lágrimas que foram deraramadas quando o jovem Heitor morreu.

Dica extra: Posteriormente, você pode visitar o museu com o mesmo nome.

Vilakazi Street:

Essa rua  leva o nome do primeiro africano negro que lecionou na Universidade de Witwatersrand (uma das melhores universidades da África).

Além disso, é  o lugar onde o ganhador do Prêmio Nobel da Paz, Nelson Mandela, morava com sua esposa e onde sua família viveu ao longo dos anos, apesar da perseguição contínua por parte das forças policiais.

Dica extra: Em seguida, você pode visitar a antiga casa do Arcebispo Desmond Tutu.

Bungee Jump da Orlando Towers:

Localizada na antiga estação elétrica do Soweto, as Orlando Towers são duas torres de geração de energia desativadas, que viraram pontos turísticos por conta das artes pintadas em suas paredes.

Eventualmente, se tornaram uma atração incrível da região, oferecendo atividades ao ar livre de aventura,  que rapidamente mudaram a forma como o local era conhecido no passado.

Com 100 metros de altura, é possível escolher entre saltar no bungee jump ou se jogar no Free Fall, dentro das torres. Sem dúvidas, uma boa se você curte adrenalina!

Mercado Locrate: 

Já neste mercado, tem food trucks, música ao vivo, leituras de poesia, passeios de bicicleta, cerveja artesanal e roupas de grife singulares. 

Tudo isso é realizado no primeiro domingo de cada mês das 11h00 às 18h00. Imperdível!

Dica: Visite Soweto na companhia de um guia ou de alguém que conheça o local, certamente fará com que a visita seja muito mais interessante.

Afinal, estar na companhia de alguém que conheça o lugar, lhe permite entender mais sobre a cultura e relevância de cada atração. Por fim, o lugar é bem grande e costumam acontecer manifestações por lá.

Nós visitamos Soweto com os guias da Felleng Tour, o que foi maravilhoso! No entanto, há outras opções e você pode reservar um tour online.

Circuito Abraão: Trilha T01

Entrada de Berço da Humanidade, local histórico na África do Sul

3. Vá ao Berço da Humanidade

Assim como Soweto, o Berço da Humanidade é, sem dúvidas, uma visita obrigatória em Joanesburgo, na África do Sul!

Considerado um Patrimônio Mundial da UNESCO, o sítio está localizado a cerca de 40 minutos de carro do centro de Jozi.

Para entender o porquê desse nome é preciso entender sua história: foi o lugar onde a humanidade começou, e onde o primeiro fóssil de hominídeo – um Australopithecus Africanus – foi encontrado, em 1924!

Se quiser ver o fóssil, vá até o Centro de Visitantes de Maropeng, é onde ele se encontra atualmente. 

Dica:

Ao final, se quiser esticar o passeio, a cerca de 10 km do Berço da Humanidade, você encontrará as Cavernas Sterkfontein.

Elas são formadas por seis câmaras subterrâneas interligadas com um lago situado a cerca de 40 metros abaixo do nível do solo!

É neste lugar que a Sra. Ples (um crânio pré-humano) e o Little Foot (um esqueleto hominídeo completo)foram encontrados.

4. Visite a Constitution Hill

porta de celas de Constitution Hill, uma antiga prisão que hoje funciona como um museu em Joanesburgo

Assim como as atrações anteriores, visitar a Constitution Hill lhe dará mais informações sobre a história da África do Sul.

No passado, este lugar foi uma prisão (conhecida como The Fort), que ficou famosa por suas péssimas condições e tratamento brutal dado aos prisioneiros políticos e outros criminosos, que ali estiveram.

Por ali, estiveram prisioneiros notáveis, como Nelson Mandela e Mahatma Gandhi.

Hoje, é um local com exposições interessantes, que incluem o museu Número Quatro, o museu Old Fort (onde ficava a prisão apenas para brancos) e o museu Women’s Gaol. 

Além disso, onde antes havia o antigo “Aguardando Julgamento”, agora existe o Tribunal Constitucional da África do Sul, que você pode visitar em visitas guiadas. 

Caso seja do seu interesse, você pode reservar uma visita guiada.

5. Conheça o Lesedi Cultural Village

casal viajando o mundo Vagner Alcantelado e Babi Rocha

Outro passeio que curtimos demais e que, certamente, vale a visita, para estar em contato com a riqueza cultural da África do Sul é o Lesedi Cultural Village

O passeio começa com uma apresentação multivisual (em inglês) da história e origem da Rainbow Nation atual, seguida por um passeio por quatro propriedades rurais étnicas. 

Uma delas é uma vila que preserva as culturas e tradições das etnias Zulu, Ndebele, Sotho, Pedi e Xhosa, presentes no país desde antes da colonização pelos europeus. Muito interessante!

Por último, é hora  do “Nyama Choma” – o maior banquete africano, onde você pode provar pratos tradicionais de toda a África em um restaurante que acomoda até 100 pessoas. 

Bom saber:

O passeio, que tem duração de 5 horas, fica na província noroeste, a cerca de uma hora de carro de Joanesburgo, localizada na província de Gauteng.

Se interessou? Compre o seu ingresso.

6. Passeie por Maboneng

Pessoas caminham em frente a uma antiga construção em Maboneng, bairro de Joanesburgo, África do Sul

Maboneng, como se chama este bairro, quer dizer “lugar de luz”, o que faz todo sentido, uma vez que, ao caminhar por lá, você vai encontrar pessoas estilosas, moda interessante, arte urbana e muito grafite.

No entanto, Maboneng nem sempre foi assim! No passado, era um bairro perigoso e decadente de Joanesburg.

Até que, certo dia, um empresário (chamado Jonathan Liebmann) resolveu investir no lugar, comprando prédios velhos e reformando três a cada ano. 

À medida em que ficavam prontas, as construções estilo galpões passaram a ser ocupadas por escola de cinema, galerias de arte, restaurantes charmosos, cafés, hotéis boutique e lojas descoladas. Pronto, o cenário perigoso de Maboneng ficou com outra cara e virou sinônimo de cool!

Sem dúvidas, uma prova de como a arte, cultura e indústria criativa, juntas, são capazes de mudar radicalmente, e para muito melhor, os ambientes urbanos.

Dica:

– Visite o Arts on Main and Revolution House – certamente, ótimos lugares para passar um tempo. 

– Se for aos domingos, saiba que no Arts on Main acontece o Market on Main, uma feira maravilhosa de gastronomia e artesanato. 

– Para se divertir, uma das melhores opções é o Bioscope, um cinema independente.

– Por último, se quiser conhecer um pouco da história do lugar, faça um tour a pé por Maboneng.

7. Visite um mercado

Localizado em um enorme prédio, em Braamfontein, um dos bairros estudantis mais promissores da cidade, o Mercado Neighbourgoods é um lugar mega divertido, que não deve ficar de fora da lista do que fazer em Joanesburgo!

Nele, você vai encontrar uma feira com diversas roupas, acessórios e comidas deliciosas do mundo todo, além de boutiques vintage, barracas de jóias e belas vistas da cidade.

Bom Saber:

Braamfontein também abriga o Museu Wits, inaugurado em 2012, e faz parte do Centro Cultural da Universidade Wits, lá você encontra uma coleção fantástica de obras de artistas africanos.

homem observa bolsas marrons expostas para venda em Mercado Neighbourgoods

Dica:

– Se você é fã de feirinhas, dê uma passada também no estacionamento do Market Theatre, uma das atrações de Joanesburgo, onde você vai encontrar uma livraria, uma galeria de arte e um local de jazz. 

– Para completar, ao lado, você encontra o Museu da África.

8. Faça uma viagem de um dia para o Parque Nacional de Pilanesberg

elefantes caminham em gramado de Parque Nacional de Pilanesberg um dos lugares a ser visitado entre muito o que fazer em Joanesburgo áfrica do sul

Por outro lado, se estiver com tempo de sobra e vontade de visitar um safari (é uma experiência incrível!), saiba que há um imperdível relativamente perto!

Com apenas 2 a 5 horas de carro de Joanesburgo, você chegará ao Parque Nacional de Pilanesbergum lugar fantástico para ver a vida selvagem!

O parque fica na cratera de um vulcão extinto, em uma zona de transição entre o deserto do Kalahari e o Lowveld, e possui uma fauna muito variada.

Durante o safári, se estiver com sorte, você verá o Big Five!

Ou seja, os cinco mamíferos selvagens de grande porte mais difíceis de serem caçados pelo homem, além de zebras, girafas, antílopes, cães selvagens e várias espécies de pássaros.

No entanto, saiba que pode acontecer de você não conseguir ver nada disso e ficar entediado, esperando horas para algum animal selvagem aparecer… 

Pois é, sem dúvidas, não é bom criar muitas expectativas em um safári!

Informações Práticas

É importante saber que você pode visitar o Parque Nacional de Pilanesberg em excursões guiadas de um dia saindo de Joanesburgo.

9. Vá para Pretória

viajantes sorriem em frente a estátua de Nelson Mandela em Pretória, capital administrativa da África do Sul

Para quem gosta de história, uma visita igualmente interessante, é Pretória, sede do poder executivo da África do Sul, que fica a menos de uma hora de carro de Joanesburgo.

Além de ser uma cidade histórica, bela e está repleta de lindos jardins (visite-os na primavera, as cores do jacarandá são um espetáculo), a sensação que tivemos foi a de estar em um planeta diferente, já que tem um ritmo muito mais lento.

Então, é uma boa se você precisa desacelerar um pouco!

Algumas das atrações legais em Pretória:
  • Jardim Botânico Nacional
  • Monumento Voortrekker, Patrimônio da Humanidade
  • Parque da Liberdade
  • Palácio dos Sinos, local onde Nelson Mandela foi condenado à prisão em 1960.
Informações Práticas: 

Você pode chegar a Pretória facilmente com o Gautrain (transporte ferroviário que liga Joanesburgo e Pretória) ou participando de uma excursão guiada saindo de Joanesburgo como esta

Dica extra:

Se você quer visitar Pretória, Soweto, Safaris, e onde mais imaginar, temos uma dica de uma excelente empresa de turismo. 

Felleng Tours é uma empresa familiar, na qual os simpáticos donos (o casal Agnes e Rudie) se empenham ao máximo em mostrar o melhor de Joanesburgo. Além de serem pontuais, são muito atenciosos e têm muito conhecimento sobre a história de cada lugar.

Certamente, você não vai se arrepender ao fechar esses passeios com eles! 

Não à toa a empresa é campeã de elogios no TripAvisor. Fizemos três passeios com a Felleng Tours e amamos!

10. Navegue pela Galeria de Arte de Joanesburgo

sul-africana com pinturas no rosto, sorri

Com uma coleção impressionante espalhada por seus corredores e jardins, sem dúvidas, a Galeria de Arte de Joanesburgo é um dos melhores lugares para se visitar em Jozi!

Localizada no Parque Joubert, a exposição inclui gravuras do século XV, pinturas do século XVII e obras de artistas como Dalí e Picasso. 

Além disso, há uma seção inteiramente dedicada a artistas locais como Sekoto e Pierneef.

Para completar, o melhor: a entrada é gratuita!

11. Faça uma refeição tradicional africana em Soweto

prato com comida tradicional de Joanesburgo, África do Sul

À primeira vista, você vai perceber que a África do Sul tem uma cultura muito rica e isso reflete em sua comida.

Por isso, entre muito o que há para fazer em Joanesburgo, sem dúvidas, uma das coisas mais legais é provar a comida, que é deliciosa, por lá!

Como a cidade é considerada a capital gastronômica da África do Sul, não vão faltar pratos para você experimentar. 

Mas, se você quiser algo ainda mais tradicional, pode optar por uma refeição típica africana em Soweto, vale muito a pena!

Caso esteja curioso (a), aqui vão algumas das iguarias locais:

Pescoço de frango; pé de galinha; pés de porco e tripas – tudo acompanhado de saladas variadas e do imperdível “paap”, um tipo de preparo à base de milho que se parece muito à nossa polenta.

12. Veja Joanesburgo de cima

balões no céu, durante o dia, um dos atrativos entre muito o que fazer em Joanesburgo

Que tal ver Jozi por outro lado? Ou melhor… Que tal vê-la de cima?

Eu acho que ver uma cidade de cima lhe permite uma perspectiva totalmente diferente sobre ela, por isso, recomendo fazer um passeio de balão em Joanesburgo, África do Sul.

Dessa forma, você terá uma ideia real de quão vasta é esse lugar! Sem dúvidas, imperdível!

Se você curtiu a ideia, reserve o seu passeio de balão

13. Pegue o ônibus hop-on hop-off

viajantes passeiam em ônibus hop-on hop-off, um dos atrativos entre muito o que fazer em Joanesburgo

Já ouviu falar dos ônibus hop-on hop-off? Caso não, eu explico!

Eles são uma ótima maneira de conhecer uma cidade, pois conectam todos os principais pontos turísticos de um lugar, e permitem que você entre e saia do transporte quantas vezes quiser.

O melhor: as atrações de Joanesburgo estão todas conectadas neste passeio fácil, que você pode fazer de forma independente ao longo de um ou dois dias. 

 Nós adoramos, é uma das principais atrações de Joanesburgo!

Aqui estão dois bons passeios de ônibus hop on hop off em Jozi: