12/07/2024 Por Bárbara Rocha

Você já se perguntou quais são as melhores cidades do Rio Grande do Sul para conhecer? O estado gaúcho é repleto de destinos incríveis, cada um com seu charme único e atrações imperdíveis.

Desde as montanhas da Serra Gaúcha até as praias do litoral, há muito para explorar. Quer saber mais? Continue lendo e descubra as 12 melhores cidades do Rio Grande do Sul que você não pode deixar de visitar!

Se você ama história, cultura, natureza ou boa gastronomia, o Rio Grande do Sul tem algo especial para você. Prepare-se para uma viagem inesquecível e cheia de descobertas!

icone frio

Cidades do Rio Grande do Sul: Região metropolitana

1. Porto Alegre

vista aérea de prédios em porto alegre, uma das principais cidades do Rio Grande do Sul
Porto Alegre, a capital do Rio Grande do Sul e a cidade mais famosa do estado - Foto de setemaria on Unsplash

Em primeiro lugar na nossa lista de destinos de viagem no Rio Grande do Sul, está a capital, que é claro, não poderia estar de fora!

Afinal, é em Porto Alegre que fica o principal aeroporto do estado, fazendo com que ela funcione como porta de entrada para boa parte do turismo no Rio Grande do Sul.

Além disso, Porto Alegre oferece passeios imperdíveis, como a Usina do Gasômetro, o Parque da Redenção, o pôr-do-sol no Guaíba e a Casa de Cultura Mário Quintana. Vale a pena reservar, pelo menos, dois ou três dias para conhecer a capital gaúcha.

Pontos turísticos e experiências locais em Porto Alegre:

Em um dia de sol, praça da Redenção em Porto Alegre com chafariz, pessoas e árvores ao redor
Parque da Redenção, famoso pelo Brick da Redenção, uma feira de artesanato e antiguidades aos domingos - Foto de Lucas Margoni na Unsplash
  • Centro Histórico: A Praça da Alfândega, o Santander Cultural, a Casa Cultura Mario Quintana, a Rua da Praia, e a Praça da Matriz com o Teatro São Pedro, Palácio Piratini e a Catedral Metropolitana são atrações cheias de história.
  • MARGS (Museu de Artes do Rio Grande do Sul): O principal museu de arte do estado, com mais de 5 mil obras de arte que vão do século 19 até os dias atuais.
  • Pôr do sol na orla do Guaíba: Aos fins de semana, a avenida de frente para o lago é fechada para carros, permitindo atividades como andar de bicicleta e skate, e apreciar o espetacular pôr do sol. Passeios de barco no Lago Guaíba oferecem uma perspectiva única da cidade.
  • Mercado Público de Porto Alegre: Encontre charque, erva-mate, cuias, comidas de diversos tipos e lembrancinhas gaúchas. O prédio é um Patrimônio Histórico da cidade e sobreviveu a vários incêndios desde sua inauguração em 1869.
  • Parque da Redenção: Ideal para relaxar ao ar livre, especialmente aos domingos, quando há uma famosa feira de artesanato e antiguidades, conhecida como Brick da Redenção. O parque também sedia eventos sazonais como festivais de food trucks e shows ao ar livre.
  • Vida Noturna na Cidade Baixa: Conhecida por sua vida noturna vibrante, com bares e casas noturnas nas ruas General Lima e Silva, República e João Alfredo. O bar Bahamas Cidade é acolhedor para a comunidade LGBT, enquanto o The Apolinário oferece mais de 100 tipos de cervejas artesanais e celebra a cultura gaúcha com sua decoração rústica

Onde ficar em Porto Alegre

  • Hilton Porto Alegre: No bairro Moinhos de Vento, oferece café da manhã, piscina aquecida, sauna, academia e suítes com banheira de hidromassagem.
  • Piazza Navona Porto Alegre by Intercity: A menos de 2 km da Rua Padre Chagas, possui piscina na cobertura, café da manhã e quartos com cozinha.
  • Hotel Continental Porto Alegre: Em frente à estação rodoviária internacional e ao Rio Guaíba, serve um excelente café da manhã e tem uma piscina no terraço com vista para o centro de Porto Alegre.

2. Caxias do Sul

casas em frente a montanhas cobertas por árvores, durante o dia em caxias do sul, um dos lugares para viajar no Rio Grande do Sul
Montanhas de Caxias do Sul, uma cidade famosa pelos vinhos no RS - Foto de Mariana Fernandes on Unsplash

Outro lugar imperdível para quem deseja explorar o turismo no Rio Grande do Sul é Caxias do Sul, uma cidade conhecida por suas vinícolas, cantinas e locais históricos. Recomendo passar no mínimo duas ou três noites para aproveitar bem a cidade.

Um dos principais atrativos deste destino é a Festa Nacional da Uva, que ocorre geralmente em fevereiro, durante a colheita. O evento é uma celebração cheia de música, dança e degustações diversas.

Além disso, é em Caxias do Sul que você encontra o único castelo com vinícola da América Latina! O Château Lacave, com sua arquitetura do século 11, oferece um passeio pelo período medieval e degustação de vinhos. Resumindo: Caxias do Sul é uma das melhores cidades para viajar no RS para os amantes do vinho!

Pontos turísticos e experiências locais em Caxias do Sul: 

Em um dia de sol, cenário da Festa da Uva em Caxias do Sul com letreiro e árvores ao redor
Festa Nacional da Uva celebra a herança italiana com desfiles e degustações, realizada em fevereiro - Foto de Ricardo André Frantz, CC BY 4.0
  • Catedral Diocesana: Dedicada a Santa Tereza, essa igreja foi inaugurada em 1899 e possui traços da arquitetura colonial italiana, sendo um edifício histórico e lindo da cidade.
  • Casa de Pedra: Vale a pena visitar esta casa construída no século XIX, toda em pedra e barro. Hoje, funciona como um museu que retrata o cotidiano e dificuldades dos imigrantes, marcando pela dor, força e coragem dessas pessoas.
  • Casa da Cultura: Abriga o Teatro Municipal, a Galeria de Arte e a Biblioteca Pública, ótimos espaços para conferir exposições, peças, shows e concertos.

Onde ficar em Caxias do Sul:

  • Blue Tree Towers: Local aconchegante no centro da cidade, com aquecedores em todos os ambientes, piscina aquecida, academia e café da manhã americano.
  • Tri Hotel & Flat Caxias: Pertinho da Catedral de Caxias do Sul, oferece apartamentos espaçosos com cozinha completa, buffet de café da manhã diário e estacionamento gratuito.
  • Partner Hotéis Caxias do Sul: Um hotel simples, mas confortável, que oferece diariamente um ótimo café da manhã e possui estacionamento gratuito.

Cidades do Rio Grande do Sul: Litoral

3. Torres

vista aérea de prédios em frente a praia, durante a noite, em torres
Cidade de Torres, umas das cidades com praias incríveis no RS - Foto de Higor Prestes on Unsplash

Torres, localizada na divisa com Santa Catarina, é um dos destinos imperdíveis no Rio Grande do Sul, especialmente por suas praias e paisagens deslumbrantes. Vale a pena reservar pelo menos dois ou três dias para explorar essa charmosa cidade litorânea.

Se você gosta de praias, a mais famosa é a Praia da Guarita, muito procurada por surfistas devido às suas ondas agitadas. Outro passeio imperdível é um barco para a Ilha dos Lobos, refúgio de lobos e leões marinhos.

Além disso, Torres é conhecida pelo tradicional Festival Internacional de Balonismo, que ocorre durante a Páscoa, quando o céu da cidade se enche de balões coloridos por cinco dias.

Pontos turísticos e experiências locais em Torres:

Durante o pôr do sol, praia de Torres com um paredão de pedras atrás
Parque da Guarita, conhecido por suas formações rochosas e vistas do litoral - Foto de Christian Panta na Unsplash
  • Parque da Guarita: Com penhascos à beira-mar, muitas árvores, cavernas e lanchonetes, esse parque é um dos principais pontos turísticos do Rio Grande do Sul em Torres. Suba a escadaria de mais de 100 degraus para curtir uma vista panorâmica das dunas da cidade, da Praia de Itapeva e da Praia da Guarita: simplesmente lindo!
  • Lagoa do Violão: Localizada no centro da cidade, a Lagoa do Violão é um ótimo ponto para apreciar o pôr do sol, observar tartarugas, tomar um chimarrão, caminhar e tirar fotos. Curiosidade: o nome se deve ao formato da lagoa, que lembra um violão.
  • Morro do Farol: Também no centro, essa falésia oferece uma vista espetacular da Praia da Cal, Praia Grande, Prainha e Morro do Meio. É uma das paisagens mais bonitas da região e vale a visita durante o nascer ou pôr do sol.

Onde ficar em Torres: 

  • Dunas Praia: De frente para a Praia Grande, esse hotel é um símbolo de sofisticação na cidade, com duas piscinas (uma aquecida), quartos com vista para o mar, banheiras, spa, estacionamento gratuito e buffet de café da manhã.
  • Aruá Pousada Boutique: À beira-mar e a 400 metros do centro da cidade, essa pousada acolhedora oferece quartos com vista para o mar ou montanha, piscina e estacionamento gratuito.
  • Residencial Itapeva: A cerca de 1,8 km da Praia de Itapeva, essa opção oferece estacionamento gratuito e apartamentos/kitnets pequenos, mas completos, com banheiro e cozinha, ideais para casais que estão planejando uma viagem para o Rio Grande do Sul.

Cidades do Rio Grande do Sul: Interior

4. São Miguel das Missões

durante o dia, pessoas passam em frente a Ruínas de São Miguel das Missões, uma construção considerada um monumento histórico do Brasil
São Miguel das Missões, uma cidade Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO - Foto de Márcia Dezen on Unsplash

São Miguel das Missões é um dos lugares mais fascinantes para viajar no Rio Grande do Sul. Esse destino é o único Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO na região sul do Brasil, com um sítio histórico bem preservado que oferece um mergulho na história dos jesuítas e dos índios guaranis.

O nome “missões” refere-se às ações dos padres jesuítas no século XVII para converter os índios guaranis ao cristianismo. A cidade é um verdadeiro tesouro histórico, e uma visita às suas ruínas é essencial para compreender essa parte da história brasileira.

Pontos turísticos e experiências locais em São Miguel das Missões:

Em um dia ensolarado, ruínas de são miguel com parte gramada ao redor
Ruínas de São Miguel, Patrimônio Mundial da UNESCO e marco do período jesuíta - Foto de Foto de Márcia Dezen na Unsplash
  • Ruínas de São Miguel das Missões: Uma das grandes heranças jesuíticas, essas ruínas são um monumento histórico de extrema importância no Brasil. Além de apreciar a beleza da construção, você pode assistir a um vídeo que conta a história da região.
  • Espetáculo de Som e Luz: Um show de luzes e narração que acontece todas as noites nas ruínas. Esse espetáculo de 48 minutos apresenta de forma emocionante a história dos índios guaranis.
  • Museu das Missões: Criado pelo IPHAN em 1937, esse museu abriga uma coleção de imagens esculpidas no período Jesuítico, em uma construção charmosa coberta com telhas de barco.

Onde ficar em São Miguel das missões:

  • Tenondé Park Hotel: Um hotel confortável com quartos inspirados na arquitetura barroco-missioneira. Os apartamentos luxo possuem acesso direto à piscina e ao jardim, com varandas e redes de descanso.
  • Pousada das Missões: Ao lado do Parque Histórico das Missões, essa pousada tem apartamentos decorados com temas guaranis e oferece um café da manhã colonial missioneiro com produtos locais.
  • Hotel Barrichello: Localizado no centro, esse hotel pet friendly tem acomodações para até 4 pessoas, estacionamento gratuito e buffet de café da manhã diário.

5. Pelotas

Área verde arborizada durante dia ensolarado em Pelotas, uma das melhores cidades para viajar no rs
Vales de Pelotas, uma das cidades mais lindas do Rio Grande do Sul - Foto de Daniel Moraes, CC BY-SA 4.0

Fundada em 1758, Pelotas é um dos principais destinos turísticos no Rio Grande do Sul que ganhou fama por suas charqueadas, isto é, fazendas que produziam carne seca, e que hoje são atrações turísticas, oferecendo um vislumbre dos primeiros séculos na região.

Pelotas se destaca também como um ponto essencial em qualquer roteiro de viagem pelo Rio Grande do Sul, especialmente para os amantes da história e da gastronomia. Além das charqueadas, a cidade é conhecida como a “Princesa do Sul” e a “Capital Nacional do Doce”, pela sua produção massiva de ótimos doces, principalmente os portugueses.

Eles podem ser experimentados, principalmente, durante a Fenadoce, a maior feira do ramo de doceiras do Brasil, que acontece anualmente, em datas próximas ao inverno.

Pontos turísticos e experiências locais em Pelotas: 

Quindins em uma vitrine de confeitaria
Foto divulgação - Fenadoce, feira anual que celebra os doces tradicionais da cidade, realizada em junho.
  • Charqueadas: Visite as charqueadas Costa do Abolengo, Santa Rita, Boa Vista e São João, estruturas históricas preservadas que foram cenário de produções como a Casa das Sete Mulheres. Estas charqueadas são exemplos clássicos de lugares históricos no Rio Grande do Sul.
  • Centro Histórico de Pelotas: Explore a Praça Coronel Pedro Osório, o Grande Hotel de Pelotas, as Casas Geminadas e o Teatro Guarany, todos destacando a influência europeia na cidade. Este centro histórico é um dos pontos turísticos mais charmosos do Rio Grande do Sul.
  • Mercado Público de Pelotas: Este mercado neoclássico de 1848 oferece lojinhas, restaurantes e bares para provar comidas tradicionais. Não deixe de ver a torre metálica importada da Alemanha, que lembra a Torre Eiffel. 
  • Praia do Laranjal: Localizada a cerca de 12 km do centro, essa praia de água doce é ideal para um dia tranquilo, banhada pela Laguna dos Patos. 
  • Interior de Pelotas: A zona rural de Pelotas, a cerca de 20 km do centro, oferece riqueza gastronômica e cultural, com atrações como o parque Stoneland e o Santuário Guadalupe. Esta região é um dos melhores destinos no Rio Grande do Sul para férias relaxantes.

Onde ficar em Pelotas: 

  • Hotel Alles Blau: Localizado no centro, oferece suítes espaçosas com mesa de trabalho e TV, além de um café da manhã maravilhoso.
  • Charqueada Santa Rita Pousada de Charme: Em um belo parque com piscina rodeada por árvores, essa propriedade rústica é ideal para quem busca um lugar calmo para descansar.
  • Hotel Westphal: Um hotel pet friendly com decoração simples, estacionamento gratuito, café da manhã continental e cozinha compartilhada, localizado no Centro de Pelotas.

6. Caçapava do Sul

queda d'água de cachoeira cercada de árvores em Caçapava do Sul, durante o dia
Cachoeira de Caçapava do Sul, um refúgio no meio da natureza - Foto de Heron Freitas, CC BY-SA 4.0

Esse é um dos lugares para viajar no Rio Grande do Sul onde você vai poder explorar um pouco de tudo: uma rica arquitetura histórica, assim como belezas naturais encantadoras. Além disso, a cidade é considerada a capital gaúcha da Geodiversidade devido às suas inúmeras formações rochosas. 

Um local que, certamente, você deve conhecer em sua passagem pela cidade de Caçapava do Sul é a Cascata de Salso, uma queda d’água de 20 metros! Bem como a barragem de cimento de uma antiga hidroelétrica que fica parte superior da cascata.

Pontos turísticos e experiências locais em Caçapava do Sul: 

Em um dia de sol, Forte Dom Pedro II em Caçapava do Sul com parte grama ao redor e árvores atrás
O Forte Dom Pedro II, construído no século 19, é um marco histórico da cidade, oferecendo vistas panorâmicas da região - Foto de Panta LH, CC BY-SA 4.0
  • Pedra do Segredo: Um parque com mirantes, áreas para camping e churrasqueiras. Ideal para trilhas, visitas a cavernas e prática de rapel, proporcionando uma experiência cheia de aventura.
  • Minas do Camaquã: Um pequeno povoado tranquilo com cerca de 400 famílias, onde você pode acampar, visitar galerias de minas e crateras, fazer trilhas, passeios de caiaque, bicicleta, tirolesa e arvorismo. Um local perfeito para os amantes de aventuras e belezas naturais no Rio Grande do Sul.
  • Museu Lanceiros do Sul: Um museu histórico que guarda um acervo rico da cultura e história de Caçapava do Sul, com objetos da época farroupilha, ideal para quem busca um passeio mais tranquilo e cultural.
  • Cascata do Salso: Situada entre montes cobertos de mato, possui uma queda d’água de mais de 20 metros e poções. A caminhada de pouco mais de 1 km até a cascata vale a pena pela beleza do local.
  • Forte Dom Pedro II: Um forte com muralhas de pedras, considerado um Patrimônio Cultural do Brasil. Local ideal para assistir ao pôr do sol e tirar fotos, mesmo com poucas informações sobre sua história.

Onde ficar em Caçapava do Sul: 

  • Pousada Vila do Segredo: Situada em um prédio charmoso rodeado pela natureza, é uma acomodação perfeita para quem busca silêncio, calma e tranquilidade, tornando a estadia em Caçapava do Sul ainda mais confortável.
  • Residencial Terracota: Localizada a 500 metros de Minas do Camaquã, esta acomodação pet friendly oferece quartos aconchegantes, estacionamento, jardim, churrasqueira e cozinha completa com geladeira e fogão.

7. Santa Maria

Vista aérea de montanhas e casas ao redor de lagoa, durante o dia em Santa Maria, um dos lugares para viajar no Rio Grande do Sul
Paisagem de Santa Maria, uma das cidades famosas pelo ecoturismo - Foto de Tiago Korb

Mais um dos lugares para viajar no no Rio Grande do Sul, Santa Maria é a quarta cidade mais populosa do estado e conta com quase 300 mil habitantes! 

A cidade possui uma arquitetura influenciada por imigrantes portugueses e possui construções típicas em madeira.  

Além disso, Santa Maria é um bom destino de viagem no Rio Grande do Sul para fazer trilhas, escaladas, rapel, canoagem, assim como balonismo. É importante ressaltar que nas trilhas, você passa por impressionantes cachoeiras e piscinas naturais! Resumindo: essa é uma das melhores cidades para viajar no RS para os aventureiros de plantão. 

Pontos turísticos e experiências locais em Santa Maria: 

Em um dia de sol, fachada da Catedral Diocesana de Santa Maria com estátua na frente
A Catedral Diocesana de Santa Maria é um dos principais marcos religiosos da cidade, com sua bela arquitetura neogótica - Foto de Diego Delso, CC BY-SA 4.0
  • Trilhas Ecológicas: Para os amantes da natureza, as trilhas em Santa Maria são imperdíveis. A EcoTrekking oferece trilhas de diversos níveis de dificuldade, com guias que explicam sobre a flora e fauna locais, proporcionando uma experiência completa de contato com a natureza.
  • Planetário da Universidade Federal de Santa Maria: Um dos pontos mais interessantes da cidade, o planetário é ideal para descobrir curiosidades sobre o espaço. Além de filmes, telescópios e lunetas, o local conta com áreas externas perfeitas para piqueniques, caminhadas e momentos de relaxamento.
  • Vila Belga: Para quem aprecia história, a Vila Belga é um passeio ao passado. Formada por casinhas coloridas do século XX, que eram moradias dos trabalhadores da rede ferroviária belga, o local hoje conta com um Mercado Municipal, restaurantes, bares e é um excelente cenário para fotos.

Onde ficar em Santa Maria: 

  • Hotel Dom Rafael Premium: Com uma atmosfera relaxante, este hotel é um dos mais organizados e completos da cidade, oferecendo café da manhã continental, academia, bar, lounge e quartos com vista para a cidade.
  • Ivlas Boutique Hotel: Este hotel é altamente elogiado pelos hóspedes, oferecendo café da manhã delicioso, quartos acolhedores e elegantes, além de estacionamento gratuito.
  • Hotel Appel: Localizado a 2,9 km do Shopping Center Royal Plaza, o Hotel Appel oferece estacionamento gratuito e serve diariamente um buffet de café da manhã.

8. Vale dos Vinhedos

uvas verdes em vinha, durante o dia
Vinícola no Vale dos Vinhedos, uma região famosa pelos vinhos - Foto de Alex Gorbi on Unsplash

O Vale dos Vinhedos engloba cidades famosas, como Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul e é mais um dos principais destinos turísticos no Rio Grande do Sul que vale muito a pena conhecer.

Esta região é famosa por seus 82 km de vinícolas, restaurantes e lojas de artesanato. Se você deseja conhecer as principais vinícolas do Vale dos Vinhedos, o ideal é reservar pelo menos dois dias para explorar a área.

Entre as cidades do Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves é a mais procurada, conhecida por seu charme, tradição e culinária, além das paisagens que lembram a Toscana.

Não deixe de fazer o famoso roteiro “Caminhos de Pedra” e conhecer as charmosas casas de pedra espalhadas por 12 km de extensão. Este local é um museu vivo de preservação do patrimônio histórico e um dos principais pontos turísticos do Rio Grande do Sul.

Pontos turísticos e experiências locais no Vale dos Vinhedos: 

Em um dia de sol com nuvens, maria fumaça com árvores atrás
A Maria Fumaça é um passeio de trem histórico que oferece uma experiência única através das vinícolas e paisagens de Bento Gonçalves - Foto divulgação Giordani Turismo
  • Vinícolas: Vale a pena visitar as vinícolas para degustar vinhos e conhecer o processo de produção. No centro da cidade, destacam-se a Salton e Aurora. Uma das mais conhecidas, a Casa Valduga, oferece um curso de degustação de 4 horas.
  • Caminhos de Pedra: Esta rota turística rural de 12 km é essencial para conhecer a história dos imigrantes italianos no Rio Grande do Sul. A rota inclui casas históricas, sítios e lugares para provar a gastronomia local, como o Del Pomodoro (massas, costelinha de porco e polenta), Casa Erva-Mate (que explica o processo de produção do chimarrão) e Casa das Massas (vende capeletti, tortéi e biscoitos italianos).
  • Casa da Ovelha: Localizada no Caminhos de Pedra, esta fazenda interativa é ideal para famílias com crianças, onde é possível acompanhar a amamentação de filhotes de ovelha e degustar queijos e iogurtes.
  • Maria Fumaça: A Maria Fumaça é um passeio de trem histórico que oferece uma experiência única através das vinícolas e paisagens do Vale dos Vinhedos e Bento Gonçalves. Durante o passeio, há apresentações de músicas e danças típicas italianas e gaúchas. Para mais informações e reservas, visite o site da Giordani Turismo.

Onde ficar no Vale dos Vinhedos

  • Hotel & Spa do Vinho, Autograph Collection: Localizado no coração do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, este é um dos hotéis mais elegantes da região, com uma vista deslumbrante para as montanhas. O hotel oferece spa, quadra de tênis, piscina ao ar livre aquecida e um restaurante luxuoso que serve iguarias regionais e excelentes vinhos.
  • Farina Park Hotel: Situado na divisa entre Bento Gonçalves e Garibaldi, este hotel é rodeado por jardins e oferece piscina ao ar livre, academia e lareira na recepção. É uma opção aconchegante na região, com café da manhã diário e estacionamento gratuito.
  • Pousada Lugama: Em Bento Gonçalves, a 4 km da Vinícola Aurora, esta pousada encantadora possui cozinha compartilhada, quartos para casais ou famílias e um café da manhã excepcional.

Cidades do Rio Grande do Sul: Serra Gaúcha

9. Gramado e Canela

Em um dia de sol com nuvens, Fonte do Amor Eterno, uma das opções de lugar para colocar no roteiro Gramado e Canela
Fonte do Amor Eterno, uma das opções de lugar para colocar no roteiro Gramado e Canela - Foto de Luiza Carvalho na Unsplash

Gramado e Canela são destinos turísticos famosos no Rio Grande do Sul, e não poderiam faltar na lista dos melhores lugares para viajar no estado.

Uma ótima notícia se você quer conhecer muitas coisas: a distância de Gramado para Canela é de apenas 10 km, portanto, é possível conhecer as duas cidades na mesma viagem.

Enquanto Gramado é conhecida por sua arquitetura europeia e pelos grandes eventos como o Natal Luz e o Festival de Cinema, Canela é famosa pelos atrativos de natureza, como o Parque do Caracol.

Além disso, você poderá conhecer o Lago Negro, praticar esqui no Snowland, conhecer a Aldeia do Papai Noel e muito mais. São duas das cidades com melhor infraestrutura turística no Rio Grande do Sul.

Pontos turísticos e experiências locais em Gramado e Canela: 

Em um dia de sol com nuvens, Lago Negro com pedalinhos e árvores ao redor
O Lago Negro é um dos lugares mais encantadores de Gramado, perfeito para passeios de pedalinho e caminhadas - Foto de Filipe Sizilio na Unsplash
  • Passear na Rua Coberta: Um dos pontos mais visitados de Gramado, a Rua Coberta tem cerca de 100 metros de extensão, com lojas, cafeterias, restaurantes e bares com música ao vivo.
  • Caminhar no Lago Negro: Um lugar perfeito para caminhar, fazer um piquenique, ou andar de pedalinho, o Lago Negro é um dos pontos mais bonitos de Gramado.
  • Visitar fábricas de chocolate: Gramado e Canela são famosas pelo chocolate. Visite fábricas como Mundo de Chocolate, Reino do Chocolate e Planalto.
  • Conhecer parques e museus: Algumas opções incluem Dreamland (museu de cera), Harley Moto Show (bar/museu para fãs de motos), Hollywood Dream Cars (museu de carros), Bier Park (parque para os amantes de cerveja) e Le Jardin (parque com lindas plantas e flores).
  • Café Colonial: Uma experiência imperdível, disponível em Gramado e Canela, que oferece delícias como queijo, presunto, linguiça fervida, bolinho de queijo, bolo de ricota, salame, chocolate, torta holandesa, torta de maçã, waffles, café e vinho tinto.

Onde ficar em Gramado e Canela:

  • Hotel Colline de France: Considerado um dos melhores hotéis de luxo no Brasil, o Colline de France é um pedacinho da França em Gramado. Suítes sofisticadas com decoração francesa, TV com Netflix, cafeteria, frigobar e lareira.
  • Grande Hotel: Em meio a um parque natural, o hotel oferece quadras de esporte, áreas de lazer, playground, academia, piscina, sauna, trilhas ecológicas, café da manhã incluso, chalés no meio do verde e apartamentos luxuosos com vista para o lago.
  • Hotel Pousada Das Flores: A poucos minutos do centro de Gramado, o hotel tem um ambiente arborizado com estilo europeu, piscina, café da manhã incluso, e acomodações em apartamentos e cabanas, todos com televisão, frigobar e Wi-Fi.

10. Cambará do Sul

bárbara rocha e vagner alcantelado, ambos com óculos escuros e boné, sorriem para foto com cânion do itaimbezinho de fundo, durante dia ensolarado
Bárbara Rocha Alcantelado e Vagner Alcantelado em Cambará do Sul

Cambará do Sul é com certeza uma das cidades charmosas no Rio Grande do Sul e um destino imperdível para quem busca belas paisagens e aventuras. Conhecida por seus cânions impressionantes, essa cidade é um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza.

Um dos principais pontos é o Cânion Fortaleza, o maior cânion do Brasil. Suas paredes têm 7,5 km de comprimento e, em alguns pontos, chegam a 900 metros de altura! Além disso, você também pode visitar o Lajeado das Margaridas e a Cachoeira dos Venâncios.

Pontos turísticos e experiências locais em Cambará do Sul: 

Em um dia de sol, paredões de Cambará do Sul com cachoeira e árvores ao redor
O Cânion Itaimbezinho, no Parque Nacional de Aparados da Serra, oferece vistas espetaculares e trilhas desafiadoras - Foto de Fernando Stankuns, CC BY-NC-SA 2.0
  • Parque Nacional de Aparados da Serra: Localizado entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, este parque possui uma das paisagens mais bonitas do Sul! Com mais de 30 mil hectares, é perfeito para trilhas, pôr do sol, cavalgadas e rapel.

  • Trilha do Rio do Boi: Uma das trilhas mais desafiadoras do Parque Nacional de Aparados da Serra, a Trilha do Rio do Boi é ideal para aventureiros experientes. Com 14 km de ida e volta, a trilha leva de 5 a 8 horas e inclui travessias por rios e cachoeiras, proporcionando vistas espetaculares do Cânion Itaimbezinho.

  • Cânion Malacara: No Parque Nacional da Serra Geral, o Cânion Malacara é menos conhecido, mas igualmente encantador. Com 3,5 km de extensão, 1000 metros de largura e 780 metros de profundidade, a trilha de 4 km (ida e volta) leva a uma piscina natural de águas cristalinas.

Onde ficar em Cambará do Sul: 

  • Parador Cambará do Sul: Cercado pela natureza, o Parador Cambará do Sul é uma propriedade rústica e luxuosa. Oferece suítes, bangalôs e chalés com varanda e vista para a Mata de Araucárias. O café da manhã inclui iguarias regionais diariamente.

  • Aires de Patagonia: Com estilo rústico, cheirinho de madeira e quartos aconchegantes, o Aires de Patagonia é perfeito para relaxar. A propriedade inclui um parquinho infantil e estacionamento gratuito.

  • Cambará Eco Hotel: Rodeado por lagos e montanhas, o Cambará Eco Hotel oferece piscina, restaurante, estacionamento gratuito e um buffet de café da manhã com frutas frescas, pães e frios.

11. Três Coroas

durante o dia, turistas em entrada de templo budista em Três Coroas, um dos lugares para viajar no Rio Grande do Sul
Um dos pontos turísticos de Três Coroas, uma cidade incrível no RS - Foto de Eduardo Fonseca from Bento Gonçalves, Brasil, CC BY 2.0

Três Coroas é um dos lugares para viagem pelo interior do Rio Grande do Sul que se destaca por seus parques de aventura e construções históricas, sendo um destino imperdível para quem visita o estado!

Localizada sob as montanhas do Vale do Paranhana, Três Coroas abriga o único templo budista tibetano da América do Sul. Vale a pena visitar este lugar para explorar seus belos jardins e aprender alguns ensinamentos budistas.

Pontos turísticos e experiências locais em Três Coroas:

Em um dia de sol, pessoas fazendo de rafting em um rio de Três Coroas com árvores ao redor
O rafting no Rio Paranhana, em Três Coroas, é uma atividade emocionante, ideal para os amantes de esportes de aventura - Foto divulgação - Brasil Raft Park
  • Parque das Laranjeiras: Se você busca aventura, vá ao Parque das Laranjeiras. Considerado um dos maiores centros de turismo de aventura do Sul, o parque oferece atividades como mountain bike, canoagem, rafting, rapel e tirolesa. Há também área de camping, restaurante, bar, mercado e até uma pousada.

  • Ponte Coberta: Visite uma das únicas pontes cobertas de Três Coroas. Com origem alemã e mais de 70 metros de extensão, a ponte atravessa o Rio Paranhana e é um ótimo local para tirar fotos e admirar a paisagem.

  • Raft Adventure Park: Outro parque ideal para diversão, com atrações como arvorismo, paintball, arco e flecha, slackline, trilhas, playground com cama elástica e um rio onde é possível se refrescar.

Onde ficar em Três Coroas: 

  • Sítio Cria: Uma hospedagem sustentável com lindos chalés em meio à natureza. Todos os chalés têm cozinha compacta equipada com forno, frigobar, chaleira e vista para uma área verde maravilhosa, perfeita para admirar o céu estrelado. Algumas acomodações possuem banheira.

  • Refúgio do Pomar Hospedaria: Situada em um belo parque cheio de árvores, oferece vista para a montanha, lounge, sala de meditação, estacionamento gratuito, chalés e quartos, além de café da manhã orgânico.

  • Hotel Caminhos da Serra: Perto de pontos turísticos, este hotel oferece muito conforto e está bem localizado. Possui quartos espaçosos para casais e famílias, alguns com banheira de hidromassagem.

12. Nova Prata

Montanhas verdes ao redor de lagoa, durante o dia
Nova Prata, uma das cidades mais tranquilas no RS - Foto divulgação Caldas de Prata

Nova Prata, uma das cidades históricas do Rio Grande do Sul, se destaca por sua natureza preservada, cascatas e trilhas. O principal ponto turístico é o Complexo Hidrotermal Caldas de Prata, que atrai visitantes para suas piscinas naturais.

Além disso, a cidade oferece casarios históricos, a Igreja Matriz São João Batista, o Parque da Gruta e o Museu Municipal Domingos Battistel.

Em um dia ensolarado, piscinas de água termal com árvores e plantas ao redor
O Parque de Águas Termais de Nova Prata oferece piscinas naturais de água quente, perfeitas para relaxar - Foto divulgação

Pontos turísticos e experiências locais em Nova Prata: 

  • Paróquia São João Batista e Nossa Senhora Aparecida: Visite um dos mais importantes centros religiosos da cidade. Bem conservada, a igreja é perfeita para quem aprecia arquitetura e decoração, com belas pinturas.

  • Gruta Nossa Senhora de Lourdes: Um ponto obrigatório, especialmente procurado por religiosos. A gruta é um lugar de paz e espiritualidade, rodeado por natureza exuberante.

  • Museu Rural: Ideal para quem deseja conhecer a história de Nova Prata. Este museu, situado em uma construção bem preservada, exibe objetos, artefatos e documentos dos imigrantes italianos.

Onde ficar em Nova Prata: 

  • Verona Parque Hotel: Pertinho de Nova Prata, este hotel aconchegante em meio à natureza é perfeito para quem busca tranquilidade. Oferece piscina ao ar livre, estacionamento gratuito e salão de jogos.

  • Hotel Prata Villaggio: Com ótima localização, possui quartos para casais e famílias, estacionamento gratuito, buffet de café da manhã e aluguel de bicicletas para explorar a cidade pedalando.

  • Condall Palace Hotel: Localizado na área central, este hotel é extremamente limpo, com funcionários simpáticos e atenciosos, café da manhã delicioso e estacionamento gratuito.

13. São Francisco de Paula

Em um dia ensolarado, Lago São Bernardo com árvors e contruções ao redor
O Lago São Bernardo é um belo ponto turístico de São Francisco de Paula, ideal para caminhadas, piqueniques e contemplação - Foto de Larissa Fraga, CC BY 3.0

São Francisco de Paula, carinhosamente chamada de São Chico, é uma cidadezinha charmosa localizada entre a Serra Gaúcha e os Campos de Cima da Serra, no caminho entre Gramado e os Cânions do Rio Grande do Sul. 

É conhecida por suas paisagens naturais, tranquilidade do campo, cachoeiras cristalinas, passeios ao ar livre e pousadas rodeadas de araucárias, sendo um destino imperdível para quem curte o turismo rural e ecológico.

Se você busca um clima aconchegante e contato com a natureza, São Chico é uma das melhores cidades do Rio Grande do Sul para esse tipo de experiência.

Pontos turísticos e experiências locais em São Francisco de Paula:

Em um dia de sol, rio do Parque das 8 cachoeiras com pedras, ponte e árvores ao redor
Parque das 8 Cachoeiras, trilhas desafiadoras e vistas deslumbrantes - Foto divulgação
  • Lago São Bernardo: Ideal para caminhadas, piqueniques e contemplação. O lago é rodeado por áreas verdes e oferece uma vista encantadora.
  • Parque das 8 Cachoeiras: Oferece trilhas desafiadoras e vistas deslumbrantes de várias quedas d’água na região. É um lugar perfeito para se aventurar na natureza.
  • Reserva Ecológica Terra do Sempre: A reserva oferece trilhas, observação de aves e uma experiência imersiva no ambiente natural.
  • Museu Municipal Armindo Lauffer: Preserva a história da cidade e da região, com exposições de artefatos, documentos e fotos que contam a trajetória de São Francisco de Paula.
  • Mirante Gelain: Oferece uma vista panorâmica incrível da região, perfeito para fotos e para apreciar a beleza natural do lugar.

Onde ficar em São Francisco de Paula:

  • Pousada do Engenho: Uma charmosa pousada em meio à natureza, oferecendo chalés aconchegantes, café da manhã artesanal e uma experiência tranquila e relaxante.
  • Hotel Cavalinho Branco: Localizado próximo ao Lago São Bernardo, oferece quartos confortáveis, café da manhã e uma vista deslumbrante do lago.
  • Parador Hampel: Um hotel histórico com um toque rústico, oferecendo trilhas, restaurante com comida caseira e um ambiente acolhedor.

14. Rio Grande

Em um dia de sol, paisagem aérea da cidade de Rio Grande com fábrica e rio do lado
Rio Grande, uma das cidades mais encantadoras do Rio Grande do Sul, é um destino imperdível para quem deseja explorar a história e a economia do estado - Foto divulgação

Rio Grande é uma das cidades mais antigas do Brasil e tem uma rica história ligada ao seu porto marítimo. Fundada em 1737, foi um dos primeiros assentamentos portugueses no sul do Brasil. A cidade teve um papel crucial no desenvolvimento econômico da região, sendo um ponto estratégico para o comércio e a navegação.

Além disso, Rio Grande é conhecida por sua importância cultural, com influências portuguesas e africanas que moldaram suas tradições e festividades. 

A cidade consegue misturar seu legado histórico com uma vibe moderna, resultando em uma combinação única de passado e presente. Recomendo passar pelo menos 2 ou 3 dias por lá para aproveitar bem tudo o que a cidade tem a oferecer.

Pontos turísticos e experiências locais em Rio Grande:

Em um dia ensolarado, paisagem da praia com pessoas, tendas e guarda-sóis
A Praia do Cassino, considerada a maior praia do mundo, é perfeita para relaxar, caminhar e aproveitar o mar - Foto de Mauren da Silva Rodrigues, CC BY-SA 3.0
  • Museu Oceanográfico: Um dos museus mais importantes da América Latina, com uma grande coleção de espécies marinhas e exposições interativas. Ele é ótimo para aprender sobre a vida marinha e a importância da conservação.
  • Ilha dos Marinheiros: Ideal para quem busca paz e contato com a natureza. A ilha tem trilhas, praias e muita vida selvagem, sendo perfeita para atividades ao ar livre.
  • Catedral de São Pedro: Uma catedral linda com arquitetura neogótica, inaugurada em 1775. É um dos marcos históricos mais antigos do estado e tem um acervo de arte sacra impressionante.
  • Praia do Cassino: Conhecida como a maior praia do mundo, é perfeita para relaxar, caminhar e aproveitar o mar. A praia é cenário de muitos eventos culturais e esportivos ao longo do ano.
  • Molhes da Barra: Um ótimo lugar para passeios e pesca, com uma vista incrível do encontro do mar com o canal de Rio Grande. Os molhes foram construídos no final do século 19 e são um excelente ponto para ver golfinhos e outras espécies marinhas.

Onde ficar em Rio Grande:

  • Hotel Laghetto Viverone Rio Grande: Localizado próximo ao centro, oferece café da manhã, piscina e quartos confortáveis. É ideal para quem quer estar perto das principais atrações da cidade.
  • Swan Rio Grande: Um hotel de luxo com vista para o canal, academia, sauna e excelente café da manhã. A vista do canal ao amanhecer é simplesmente deslumbrante.
  • Hotel Atlântico: Perto da Praia do Cassino, oferece acomodações confortáveis e café da manhã incluído. É ótimo para quem quer aproveitar a praia e relaxar.

15. São Leopoldo

Em um dia de sol, centro de São Leopoldo com contruções, igreja e árvores ao redor
São Leopoldo, no coração do Rio Grande do Sul, é uma cidade repleta de charme e história - Foto de Kelly da Silva KS, CC BY-SA 4.0

São Leopoldo é conhecido como o berço da colonização alemã no Brasil, com uma rica história e cultura influenciada pelos imigrantes alemães que chegaram na região em 1824. 

A cidade oferece várias atrações culturais e históricas que valem a pena explorar, sendo uma das melhores cidades do Rio Grande do Sul para conhecer essa herança.

Além disso, São Leopoldo tem uma cena cultural vibrante, com museus, eventos e uma arquitetura encantadora que reflete sua herança alemã.

Pontos turísticos e experiências locais em São Leopoldo:

Em um dia de sol, Catedral São Luís Gonzaga com árvores ao redor
Catedral São Luís Gonzaga, imponente catedral neogótica construída em 1930 - Foto de EliasTheHorse, CC BY-SA 4.0
  • Museu Histórico Visconde de São Leopoldo: Este museu é um ótimo lugar para aprender sobre a história da colonização alemã no Brasil, com exposições de artefatos, documentos e fotos.
  • Museu do Trem: Localizado na antiga estação ferroviária, o museu preserva a história do transporte ferroviário na região e é ideal para os amantes de trens.
  • Caminho das Pedras: Uma rota que destaca a arquitetura e cultura dos imigrantes alemães, com casas históricas, restaurantes e lojas de artesanato.
  • Praça do Imigrante: Um belo espaço público que celebra a herança dos imigrantes, com monumentos, jardins e um ambiente agradável para passeios.
  • Catedral São Luís Gonzaga: Uma catedral imponente com arquitetura neogótica, que é um dos marcos religiosos mais importantes da cidade.

Onde ficar em São Leopoldo:

  • Hotel Klein Ville São Leopoldo: Localizado no centro da cidade, oferece café da manhã, piscina e quartos confortáveis. É ideal para quem quer estar perto das principais atrações.
  • Hotel 10 São Leopoldo: Um hotel moderno com fácil acesso à BR-116, oferece quartos espaçosos, café da manhã e estacionamento gratuito. Ótimo para quem viaja a negócios ou lazer.
  • Intercity São Leopoldo: Um hotel de luxo com vista para a cidade, academia, restaurante e um excelente café da manhã. A combinação perfeita de conforto e praticidade.

Salve as dicas no Pinterest

onde ir no Rio Grande do Sul12
onde ir no Rio Grande do Sul11