06/09/2021 Por Bárbara Rocha

22 razões para visitar Bangkok

Calorão, poluição, buzinas histéricas, tuk tuks desenfreados, arranha-ceus, shoppings, e gente por todo lado. À primeira vista, é essa a impressão de quem chega à Bangkok, a vibrante capital da Tailândia. 

No entanto, quem decide dedicar mais de tempo à explorar essa caótica metrópole, acaba por encontrar ali uma das melhores cidades do Sudeste Asiático. Há muito o que fazer por lá, e são justamente os exageros e contrastes  da cidade que a tornam tão exótica e interessante. 

Não faltam motivos para conhecer Bangkok, e é sobre eles que falo nesse post. Em primeiro lugar: é o lugar perfeito para sair da zona de conforto, ver coisas novas, experimentar… Enfim, se aventurar!

Quer conhecer mais? Aqui estão 22 motivos incríveis para visitar Bangkok, a capital da Tailândia

Carros passam em estrada ao lado de calçadas movimentas com pessoas e barracas de comidas e roupas, durante a noite em Bangkok, a capital da Tailândia

1. É impossível morrer de tédio

Sem dúvida, Bangkok é uma das cidade mais dinâmicas e culturalmente vibrantes do Sudeste Asiático.

É conhecida mundialmente por sua vida animada nas ruas, preços baratos, e grande quantidade de centros comerciais, templos, parques, mega cinemas, restaurantes, discotecas, barracas e inferninhos que vendem de tudo: produtos originais e falsificações, comidas, e o que mais se imaginar. 

Definitivamente, com tantas opções, é difícil ficar entendiado por lá. Se ainda assim, não achar a cidade empolgante o suficiente, você pode se aventurar fazendo uma tatuagem de graça!  Mas não qualquer uma, são tatuagens sagradas com poderes para proteger e trazer sorte.

Um dos lugares comuns em que você encontra essa opção é no  templo Wat Bang Phra. Se decidir ir até lá, você precisa levar uma doação para os monges, que pode ser uma cestinha com flores e incenso. Um aviso: não caia no golpe de pagar por elas! 

Estátua de homem dourada em frente a templo, durante o dia, em Bangkok, a capital da Tailândia

2. É uma mistura do sagrado com o profano

Casas de prostituição próximas a templos sagrados, assim são as ruas de Bangkok, onde não só as paisagens, comércios e pessoas são diversas, mas também a energia.

Se, por um lado, é um lugar selvagem e despreocupado, com grande congestionamento, muito barulho, grandes arranha-céus, por outro lado, é espiritual, repleto dos maiores e mais impressionantes templos, onde o silêncio se faz presente e Buda é venerado como um exemplo a ser seguido no dia a dia.

Tailandeses em frente a templos em Bangkok, capital da Tailândia, durante o dia
Imagem: Hanny Naibaho

3. Baixo índice de violência 

Ao contrário do que se pensa, pela confusão das ruas de Bangkok ou pelo que dizem por aí, você pode achar que é uma cidade perigosa, mas isso está longe de ser verdade e, inclusive, foi algo que nos chamou atenção.

Apesar de a Tailândia ter uma renda per capita menor do que a do Brasil e a do México, não há índices de violência urbana significativos. 

Não é nem de longe um país violento: crimes como assaltos à mão armada e sequestros são praticamente inexistentes e não fazem parte do noticiário local.

Curiosamente, também quase não vimos tantos mendigos e moradores de rua em Bangkok. Portanto, vá sem medo, é um lugar tranquilo!

pessoas caminham em Khao San Road, onde há alguns dos melhores hoteis em bangkok Tailandia
Khaosan Road costumava ser um importante mercado de arroz em Bangkok, mas atualmente é um popular gueto de mochileiros.

4. Clima tropical 

Bangkok tem um clima tropical, ou seja, quente e úmido, com três estações: temperada, quente e chuvosa. Os meses entre março e maio é quando fica mais quente, se você não curte calor é melhor evitar a cidade nessa época, a temperatura pode chegar a 40º.

Em seguida, vem a época das Monções (Junho a Outubro), no qual as chuvas ocorrem quase todos os dias no período da tarde, mas em geral não duram muito tempo, e o calor ainda permanece, cerca de 30º.

Por último, vem a melhor época para escapar do calor, que é entre novembro e fevereiro, quando a temperatura fica em torno dos 20º.

Mulher tailandesa com chapéu, sorri de olhos fechados
Imagem: Boudewijn Huysmans

5. Povo encantador 

Acima de tudo, o que mais chama atenção em Bangkok é o seu povo: simples, de fala mansa, alegre e sorridente. Os tailandeses são em sua maioria encantadores! Cerca de 95% da população é budista e cultiva valores de não violência. 

Sem serem muito calorosos, são muito respeitadores, serenos e meigos em suas palavras e gestos, o que faz a viagem pelo país ser uma experiência muito tranquila e muito segura. 

Todas as vezes que tínhamos a oportunidade de falar com eles, arriscamos algumas palavras : “olá”(Sawadee), “obrigada” (Kob Khun Ka), “por favor” (Chuai) e “me desculpe (KhorThot Ka)”, teste você também! No nosso caso, eles entenderam e acharam graça dos nossos sotaques (risos).

Pessoas comendo em barracas de comidas de rua em Bangkok, capital da Tailândia, durante a noite
Imagem: Joshua Rawson Harris

6. Comida boa e barata!

Sou suspeita para falar pois AMO comer! Para mim, um dos pontos mais fortes (senão o principal) de qualquer viagem, é explorar a culinária local. Então, Bangkok foi como estar em um paraíso!

Esqueça a simplicidade italiana e o savoir faire francês, a culinária tailandesa envolve complexidade e alguns dos sabores mais indefiníveis já experimentados na gastronomia.

Caracterizada pelo equilíbrio do sal, doce, picante e ácido, os pratos tailandeses encantam pela variedade de aromas, sabores e especiarias exóticas.

Por último, o melhor: custa pouco! Tem como não gostar? Entre nos restaurantes que encontrar pelo caminho e, para poder matar a saudade quando voltar para casa, faça uma aula de culinária antes de ir embora.

Mulher espeta um peixe ao lado de outros peixes expostos para venda em barraca de rua ambulante em Bangkok
Imagem: Lisheng Chang

7. Uma das melhores comidas de rua do mundo

Pular a comida de rua de qualquer lugar é perder um dos principais pontos da cultural local, deixe o medo de lado, e caia dentro, você não vai encontrar em lugar nenhum comida de rua tão boa quanto a de Bangkok, sério!

Se não souber por onde começar, é só se guiar pelo cheiro: o que se estomago curtir, experimente. Mas, existe um meio mais fácil: fazer um food tour com um guia que vai te levar para degustar mais de 16 comidas em barracas diferentes (as preferidas dos moradores locais) que dificilmente você encontraria por conta própria.

Estátuas gigantes coloridas em frente a Grande Palácio Real em Bangkok, capital da Tailândia, durante o dia

8. Templos e palácios incríveis  

Edifícios coloridos, torres douradas e estátuas gigantes fazem parte dos templos e palacios de Bangkok, lugares que chamam atenção pela beleza e história. Para conhecer alguns dos principais, como o Grande Palácio, Templo do Buda de Esmeralda, Wat Pho e Wat Arun com um guia, você pode fazer um tour particular ou caçar eles pelos maps e ir por conta própria.

Seja como for, é importante lembrar que esses lugares são santuários, por esse motivo, em muitos deles é proibido fotografar o interior e, além disso, há regras de vestimenta, como por exemplo, não estar com ombros e joelhos à mostra, ou de salto alto. Pesquise antes de ir e respeite!

Pessoas andando de barco no rio, durante o dia, perto do mercado flutuante um dos principais atrativos de Bangkok

9. Mercados locais 

Os mercados de Bangkok tem de tudo: temperos, comidas, móveis, produtos falsificados e originais, tecidos, roupas, enfim, basta você imaginar que terá, além disso, eles são diversos, e estão espalhados por toda a cidade! 

Há mercados comuns em centros comerciais e nas ruas com várias barraquinhas, assim como mercados totalmente diferenciados que funcionam em linhas de trem e até em rios, chamados de mercados flutuantes em que vendedores vendem seus produtos em seus barcos. Genial né? Para explorar esses locais, é só fazer um tour ou ir por conta própria!

Não deixe também de visitar o Chatuchak Weekend Market, um labirinto de corredores e becos, com mais de 15.000 barracas, que oferecem móveis de madeira maciça, animais de estimação de todo o mundo, arte original, quadrinhos antigos, antiguidades, plantas, roupas, e tudo mais que você imaginar.

Pessoas caminham, durante o dia, em Cha Tu Chak Market, mercado em Bangkok, capital da Tailândia Tailândia
Imagem: Minseok Kwak

10. É uma cidade cheia de pechinchas

Vai às compras? Aproveite, Bangkok é uma cidade muito barata! As melhores opções são os mercados que citei acima, neles os produtos podem sair ainda mais em conta se você souber pechinchar, deixe a vergonha de lado e se arrisque!

Se não souber como começar, em primeiro lugar observe como os habitantes locais fazem isso, lembre-se de  ter paciência, sorrir o tempo todo, e não ter medo de fazer sua oferta, que pode ser até metade do valor inicial. Por último e o mais importante: nunca concorde com um valor e depois desista da compra, isso é rude!

Tuk-tuk passa em frente à rua movimentada de pessoas, a noite, em Bangkok

11. Vida noturna agitada

As noites de Bangkok não perdem em nada para o dia, são igualmente agitadas, com opções para todos os gostos. Se você curte uns passeios noturnos ou se a insônia bater, é só partir para as ruas da Capital da Tailândia que você vai encontrar algo que te agrade.

Para te ajudar, antecipadamente, aqui vão algumas: Um passeio em de cruzeiro para curtir a vista do rio Phraya Chao com drinks, buffet, petiscos, música ao vivo e show de cabaré! Se você quiser uma vista melhor, que tal jantar no Baiyoke, um dos arranha-céu mais altos do mundo? 

Outras opções são acompanhar uma partida de boxe em um dos estádios mais importantes da Tailândia ou fazer um tour noturno pela noite mágica de Bangkok, que mistura comida, cultura e aventura pelas ruas da cidade. Não importa o que escolher, lembre-se de, acima de tudo, se divertir e aproveitar o clima badalado da cidade.

Pessoas caminham em rua iluminada com luzes vermelhas e amarelas, durante a noite, em Soi Cowboy, um dos famosos distritos da luz vermelha em Bangkok

12. Distritos da luz vermelha mais notórios do mundo

E por falar em noite, em Bangkok, existem diversos distritos da luz vermelha que são populares entre turistas curiosos.

Os mais conhecidos são Nana Plaza, Patpong e Soi Cowboy. Seu brilho de néon pode ser visto a quilômetros de distância.

Esses locais são considerados uma atração turística da cidade e frequentados, inclusive, por muitas mulheres, que querem simplesmente viver a experiência de ver, ao vivo, sua caótica paisagem urbana. Pelas ruas, há vários bares e clubes minúsculos e escuros de striptease, com shows malucos de pompoarismo (chamados de “ping pong show”). 

Porém, muito cuidado: alguns desses clubes são famosos por aplicarem golpes em turistas… Espere encontrar bebidas com preços exorbitantes, e táticas de vendas de alta pressão. Se não quiser correr riscos, fique do lado de fora, nos bares.

Uma bebida rápida aqui com os amigos pode se transformar em uma noite que poucos irão se lembrar, mas ninguém irá esquecer.

Construção branca e cinza, sob o céu nublado, conhecida como Wat Arun o Templo do Amanhecer, em Bangkok

13. Arquitetura impressionante 

A arquitetura da capital da Tailândia é marcada por grandes arranhas-céus, prédios extremamente modernos, ao mesmo tempo que é repleta de museus, palácios e templos de séculos passados. 

Quando pisar nas ruas dessa cidade, observe com calma, é impossível que nenhum deles chame a sua atenção. Agora, se quiser ver essas belezas de outro ângulo, existem algumas opções.

As estruturas modernas, podem ser observadas de