12/09/2021 Por Bárbara Rocha

O que fazer em Bangkok – dicas de um casal que morou 3 meses na cidade

Bangkok, a vibrante capital tailandesa, tem muitas atrações imperdíveis! Confira, neste post, o que fazer em Bangkok em 3 dias – 5 dias, com dicas das principais atrações, onde comer, onde ficar, entre outros “segredinhos” que vão tornar a sua viagem ainda mais especial!

Prepare-se para andar muito, encontrar tradições e hábitos peculiares e ficar impressionado com a quantidade de opções de entretenimento, capazes de agradar qualquer tipo de turista, do mais chique ao descolado.

Aliás, Bangkok é uma das cidades mais fascinantes do mundo! A capital da Tailândia é, ao mesmo tempo, moderna e tradicional e seus contrastes estão em todos os lugares. Basta se afastar um pouco da parte mais superficial e turística de Bangkok para embarcar em uma viagem pelas tradições e cultura tailandesa.

Não sabe por onde começar? É só seguir o nosso roteiro completo sobre Bangkok, com dicas para curtir a cidade dentro e fora do roteiro turístico, com experiências únicas e divertidas, que vão deixar sua viagem ainda melhor.

Wat Pho, Templo de Buda dourado em Bangkok

O que fazer em Bangkok em 3 dias – 5 dias 

Temos um caso SÉRIO de amor com Bangkok! Mas preciso dizer que não foi amor à primeira vista. Quando pisamos lá pela primeira vez, em 2014, achamos a cidade barulhenta, caótica, quente demais e só pensávamos em cair fora o mais rápido possível.

Foi só depois de voltamos várias vezes e morarmos lá durante 3 meses, vivendo o dia-a-dia e descobrindo roteiros além do óbvio, que nos apaixonamos de fato! Hoje consideramos Bangkok uma das melhores cidades do mundo! 

E, neste post, te convidamos a também se apaixonar pela capital tailandesa. 

Então, o que há de tão especial para fazer em Bangkok? Aqui está nossa sugestão de roteiro de 3 dias -5 dias em Bangkok. Confira! 

Roteiro de Bangkok:

Dia 1: Rio Chao Phraya, Grande Palácio, Wat Arun, Khao San Road, e muito mais!

Pessoas em barcos coloridos, durante o dia, em rio Chao Phraya, em Bangkok, uma das opções de passeio para quem não sabe o que fazer em Bangkok em 3 dias

1. Faça um cruzeiro no rio Chao Phraya

Em primeiro lugar, faça um tour no rio Chao Phraya, é a melhor forma de ver a Bangkok real.

Os rios e canais são o coração de Bangkok e suas balsas ainda são o principal meio de transporte dos habitantes locais.

É uma experiência relaxante e bela, que não deve ser deixada de lado. 

No entanto, não opte por fazer o tour mais caro. Você pode pegar o táxi aquático subindo e descendo o rio por cerca de 20 baht (menos de US $1). Comece no cais central, vá até o final e volte. Pronto! Tour instantâneo! (A diferença para o barco turístico oficial, que faz menos paradas, é que eles têm alguém que fornece breves descrições sobre os locais importantes, conforme você vai passando por eles).

Ao final, salte no cais da balsa no. 9 Tha Chang e você estão prontos para começar sua excursão a pé para ver alguns dos marcos mais famosos de Bangkok.

Pessoas caminham, durante o dia, em frente a templos laranja, que são bons atrativos para quem busca o que fazer em Bangkok
Foto: Nehal Patel no Unsplash

2. O Grande Palácio e Wat Pho

Após o passeio pelo rio, os primeiros lugares que você deve visitar em Bangkok são o Grande Palácio (Palácio Real) e o vizinho Wat Pho, lar do famoso Buda reclinado e da escola de massagem. 

A família real não mora no palácio (ele é usado apenas para funções oficiais do estado) e você não pode entrar em nenhum dos prédios, mas o simples fato de poder vagar pelos jardins e templos abertos já vale a visita. O trabalho artesanal e a arquitetura do lugar são incríveis. 

Porém, vá logo de manhã para evitar as multidões.

Em seguida, desça a rua até o Wat Pho para ver o famoso Buda reclinado (assim como o famoso Buda de ouro). O complexo Wat Pho ocupa um quarteirão da cidade, então, embora não demore muito para ver as estátuas, você pode passar uma hora inteira caminhando pelo terreno do templo que tem forma de labirinto.

Aproveite para experimentar a famosa Massagem Tailandesa! Dentro do complexo Wat Pho, há a Escola de Massagem Tradicional Wat Pho Thai, um ótimo lugar para receber sua massagem. Verifique a tabela de preços aqui.

Observação: certifique-se de usar roupas que cubram as pernas e os ombros; é considerado desrespeitoso usar roupas mais “reveladoras”. Do contrário, você pode alugar calças ou camisas no palácio. No Wat Pho, eles os distribuem de graça.

O Grande Palácio está localizado na Na Phra Lan Road, +66 2 623 5500. Aberto diariamente das 8h30 às 15h30. A admissão é 500 THB. Wat Pho está localizado na 2 Sanamchai Road, Subdistrito do Grande Palácio, +66 2 662 3553. Aberto diariamente das 8h às 18h30. A admissão é de 100 THB. 

Diversos incensos acesos em cima de suporte, durante o dia, em templo em Bangkok
Foto: Photo by jly un no Unsplash

3. Passeie por todos os templos

Bangkok tem muitos templos bonitos. 

Use o Grab App (o Uber tailndês) ou contrate um motorista de tuk-tuk para levá-lo de um lado ao outro durante o dia para ver os templos. Apenas certifique-se de que ele não leve você às compras pelo caminho – os motoristas recebem propina se levarem clientes a certas lojas, e conseguem ser bem irritantes quanto a isso, mas seja firme! 

Geralmente, essas são as maneiras mais baratas e eficientes de ver os templos em Bangkok. Meus templos favoritos são:

  • Wat Benchamabophit 

Este templo é retratado no verso da moeda de 5 baht. O mármore branco usado no edifício foi importado diretamente da Itália, e há uma mistura única de arquitetura e design tailandês e europeu. 

No pátio, há 53 imagens de Buda representando cada mudra (gesto) e estilo da história tailandesa. Isso o torna um bom lugar para ver como Buda foi representado visualmente na Tailândia ao longo do tempo. 

69 Nakornpathom Road, Dusit, +66 2 281 2501, templesinbangkok.com  A admissão é de 20 THB.

  • Wat Saket

O monte dourado tem um enorme chedi (estrutura semelhante a um monte contendo relíquias budistas) de 100 m de altura e 500 m de largura. 

É um belo templo localizado no topo de uma pequena colina. A subida de 344 degraus é fácil e leva cerca de 25 minutos, mas a recompensa ao chegar ao topo vale a pena, você vai ter uma das vistas mais incríveis da cidade. 

Portanto, sente-se em um banco no topo e admire o pôr do sol sobre o impressionante horizonte de Bangkok.

344 Chakkraphat Diphong Road, +66 2 478 6010, bangkokforvisitors.com. Aberto diariamente das 9h às 17h. A admissão é de 10 THB.

pessoas caminham em Khao San Road, uma opção para quem busca onde ficar em Bangkok
Foto: Evan Krause no Unsplash

4. Visite Khao San Road

Considerada a capital mundial dos mochileiros, esta rua (junto com Soi Rambuttri) em Bangkok é uma visita obrigatória! Você vai encontrar uma infinidade de bares, lojas, comida de rua, restaurantes internacionais, vendedores, moradores locais e atividades durante o dia e a noite. Também é um local popular no fim de semana para os tailandeses. 

Eu, particularmente, gosto mais da Rua Soi Rambuttri, que é mais silenciosa, mas Khao San é também um lugar incrível para sentar numa mesa de fora de um bar e conhecer outros viajantes. 

Por fim, não deixe de visitar o Brick Bar, um bar escondido, onde apenas os habitantes locais vão.

Roteiro de Bangkok:

Dia 2: Mercado Flutuante, Chinatown, Muay Thai Fight e muito mais!

Pessoas andando de barco no rio, durante o dia, perto do mercado flutuante um dos atrativos em meio há muito o que fazer em Bangkok em 3 dias
Foto: Frida Aguilar Estrada no Unsplash
Carros circulam na rua em Bangkok, durante a noite, onde há faixas coloridas estendidas, e construções com letreiros iluminados
Foto: Vitalijs Barilo no Unsplash

1. Confira o mercado flutuante

Você pode desfrutar de uma visita aos mercados flutuantes que ficam nos arredores da cidade (Khlong Lat Mayom e Thaling Chan são os dois mais populares). 

É uma aventura que vai preencher uma manhã inteira e, se você chegar cedo, conseguirá evitar as multidões. Thaling Chan é o mais turístico, então, para evitar as hordas de turistas, chegue BEM cedo. Ambos os mercados podem ser visitados por transporte público. 

Eu amo o caos, os cheiros e ver o povo cozinhando e vendendo várias guloseimas enquanto remam perto de você. É impossível sair de lá com fome!