05/09/2021 Por Bárbara Rocha

Sonha em viajar para Tailândia? Conheça os melhores destinos.

Sonha em viajar para a Tailândia? Neste post, trazemos dicas dos melhores destinos de Norte a Sul, incluindo cidades grandes, cidadezinhas de interior fora da rota turística, destinos de praia e montanha. 

Primeiramente, saiba que a Tailândia é o país mais visitado do sudeste da Ásia – e com toda a razão! 

O país conta com praias lindíssimas, que já serviram de locação para filmes famosos, pontos de mergulhos mundialmente famosos, cachoeiras e florestas exuberantes— algumas até mesmo habitadas por elefantes.

Para completar, o país tem uma cultura rica, culinária diferenciada, um povo que te recebe sempre sorrindo e precinhos pra lá de camarada! Não tem como não se apaixonar!

Por esse motivo, a Tailândia é o nosso país favorito do mundo! Desde 2014, entre idas e vindas, moramos no país por quase 3 anos, e sempre que passamos um tempo longe ficamos sonhando com o dia de voltar. 

Por fim, é um país bem fácil de viajar (e viver), onde você encontra muito conforto, qualidade de vida e tem a oportunidade de cohecer pessoas do mundo todo.

Ficou com vontade de viajar para a Tailândia? Então continue lendo para descobrir os 14 melhores destinos do país.

Aqui estão 14 destinos incríveis de viagem para Tailândia.

1. Bangkok, Tailândia Central

Vista área de arranha-céus, durante o pôr do sol, em Bangkok, um dos destinos para você conhecer se for viajar para para Tailândia

Em primeiro lugar da lista está Bangkok, destino que provavelmente será o ponto de início da sua jornada ao viajar para Tailândia,

Além de ser a maior cidade da Tailândia, com 8 milhões de habitantes, é também a mais desenvolvida e turística, o que a torna perfeita para quem acabou de chegar e quer se familiarizar com a cultura única do país.

Bangkok é o lar de algumas arquiteturas mais impressionantes do mundo, como o extravagante Grande Palácio e o gigantesco Buda Reclinado em Wat Pho.

Sugiro que você passe seus primeiros dias por lá, visitando todos os seus bairros, templos, mercados, museus, andando de barco pelo rio e caindo dentro da comida e rua, que é maravilhosa por lá.

Na verdade, as possibilidades em Bangkok são infinitas e é impossível ficar entendiado por lá. Planeje ao menos um roteiro de 3 dias a 5 dias em Bangkok para experimentar toda sua diversidade cultural e gastronômica e aproveite para, durante as visitas aos mercados, aprender a negociar, habilidade que você vai precisar dominar ao viajar para Tailândia.

Não ta ainda convencido de que deve incluir a cidade na lista de onde visitar ao viajar para Tailândia? Conheça 22 Motivos Incríveis para Visitar Bangkok.

Viajar para Tailândia: Norte

2. Chiang Mai

Homens monges vestidos de laranja caminham, durante o dia, em frente a um templo de tijolos vermelhos em Chiang Mai, norte da Tailândia

Das cidades que não podem ficar de fora de uma viagem para a Tailândia, Chiang Mai, em nossa opinião, é a principal!

Esta cidade antiga, que é distante do mar e próxima às montanhas, encanta por seus templos imponentes, montanhas incríveis, clima descontraído, atividades culturais e uma paz contagiante. 

Cercada pelas antigas muralhas de Lanna, a cidade velha de Chiang Mai é o lar de muitas estruturas antigas impressionantes, algumas com mais de 700 anos. 

É lá onde a cultura tailandesa, rica em costumes, crenças e tradições, fica mais evidente.

Dica:

Você pode alugar uma bicicleta ou uma moto e explorar a cidade no seu próprio tempo, visitando lugares, como os templos Wat Lok Moli, Wat Chiang Man, Wat Phra Singh ou o imponente templo Doi Suthep no alto da montanha.

Construções douradas e com telhados laranjas, durante o dia, sob o céu azul em Chiang Mai

Chiang Mai também tem alguns dos melhores mercados do país, como o Night Bazaar e a Sunday Market (feira de domingo), quando a estrada principal da cidade é transformada numa rua de pedestres bem movimentada, onde você pode comprar muitos produtos e souvenirs.

Além desses dois, não deixe de visitar o Warorot Market, o mercado público mais antigo de Chiang Mai, no bairro chinês.

Ao contrário do Night Bazaar e da Sunday Market, este mercado ainda é frequentado pelos locais, e conta com tendas que vendem itens da vida cotidiana da cidade, como roupas, brinquedos, itens de decoração, estátuas para proteção de casas e rituais budistas.

5 pratos azuis e rosas, com comida e hashis em cima, em uma mesa com uma toalha vermelha
Por fim, saiba que comer bem em Chiang Mai não é uma missão difícil!

 Por todos os lugares, você vai encontrar ótimos e baratos restaurantes, além de muitas barracas de rua, onde você pode provar a deliciosa comida típica do norte.

Prepare-se para uma explosão de sabores, temperos e muito spicy (pimenta). Sim, a comida é sempre apimentada, a não ser que você diga com firmeza “no spicy, please”! 

Não saia de lá sem provar o Khao Soi, delicioso e autêntico prato de macarrão da região, as Sai Au, salsichas picantes de Chiang Mai, e o mango sticky rice (sobremesa de arroz glutinoso com manga e leite de coco). Hummmmmmm!

Ficou curioso para conhecer mais da culinária tailandesa? 

Leia o post: Culinária Tailandesa: 17 melhores pratos e bebidas

3. Doi Inthanon

Vista área, durante o pôr do sol, de construções e vegetação de Doi Inthanon, a montanha mais alta da Tailândia

Com 2.565 metros de altura, Doi Inthanon é a montanha mais alta da Tailândia e fica a apenas 87 quilômetros de Chiang Mai (1h30 de carro/moto).

É repleta de natureza, silêncio e paz, e recebe o tipo de clima que você não costuma encontrar na Tailândia, com a brisa mais fresca do que o normal e, às vezes, até geadas no início da manhã durante o inverno.

Dentro do Parque Nacional, você vai encontrar cachoeiras impressionantes, como a Wachirathan e as cascatas da Cachoeira Mae Ya. No topo, faça uma trilha ao longo da cordilheira enquanto observa o mar de nuvens que paira sobre o vale.

Dica:

Alugue uma moto em Chiang Mai e siga bem cedinho para lá, explorando as pequenas aldeias ao longo do caminho, e parando por aqui e ali para tomar um café e trocar ideia com os habitantes locais. Eles vão te receber com um sorrisão no rosto!

4. Pai

Campo florido com flores amarelas sob o céu azul, durante o dia, em Pai uma cidadezinha no norte da Tailândia

Outro destino que gosto muito e recomendo, se você quer sentir as “good vibes” do norte é Pai, uma cidadezinha do distrito de Mae Hong Son, que é cercada por vales e muita tranquilidade.

Ela fica a aproximadamente 150 km de Chiang Mai, e 762 curvas pelas montanhas ao noroeste.

Outrora um humilde vilarejo rodeado por mata, Pai hoje faz parte da lista de desejos dos mochileiros, e oferece várias opções de acomodações econômicas, bares, restaurantes de comida orgânica e boas vibrações, é claro.  

Apesar de pequena, Pai é vibrante, e pode até ser bem movimentada na alta temporada. 

Muitas pessoas vão até lá com a intenção de ficarem apenas alguns dias, porém, se encantam com sua natureza e vibração hippie, e acabam ficando algumas semanas ou mais, inclusive nós.

É um lugar para você se desconectar do mundo, repleto de montanhas, cachoeiras, fontes termais e cânions.

5. Chiang Rai - destino importante ao viajar para Tailândia

Construção branca no estilo de um templo budista, conhecida como Wat Rong Khun (Templo Branco), ao lado de gramado e lago, durante o entardecer

Chiang Rai, cidade que fica a 200km de Chiang Mai, é outro pontos alto de uma viagem para a Tailândia, para quem visita o Norte. À primeira vista, pode parecer apenas uma pacata cidade provinciana com pouco para fazer mas, na real, oferece bem mais do que parece.

Em primeiro lugar, Chiang Rai é o lar de um dos templos mais bonitos e mais elaborados do mundo, o Wat Rong Khun, (Templo Branco), que é uma construção cheia de detalhes que misturam elementos do budismo e hinduísmo e referências à cultura pop ocidental. É um templo diferente de qualquer outro que você já viu! Parece uma pintura.

Não muito longe dali, você vai encontrar o Templo Azul, outra grande obra de arte com cores bem fortes e chamativas.

Para completar, por lá há também o enorme templo chinês Wat Huay Pla Kang, que abriga a estátua gigante Big Buda, toda branca com os dragões guardiões todo trabalhado em detalhes, e outros dois templos.

Construção branca e cinza com telhado vermelho, em meio a árvores e montanhas sob o céu azul, durante o dia, em Chiang Rai, um dos destinos para conhecer se você for viajar para Tailândia

A dica é que você vá no fim do dia quando o sol está para se pôr, assim você vê o Big Buda durante o dia e também com a iluminação noturna.

Por fim, além dos templos de Chiang Rai, que são verdadeiras obras de artes, há muitas outras atrações para visitar, como o mercado noturno, o Golden Triangle (que fica a 1h30 de carro), e o ponto em que os rios Ruag e Mae Khong convergem e os países Myanmar, Laos e Tailândia se encontram, e muito mais.

Dica:

Com uma área tão grande e tantos lugares interessantes, recomendo 2 ou 3 dias em Chiang Rai.

Diversas empresa de turismo em Chiang Mai oferecem bate voltas de um dia saindo até Chiang Rai, que basicamente o levarão ao Templo Azul e Branco, não caia nessa tentação.

Leva-se cerca de 4 ou 5 horas apenas para chegar a cidade e você vai pegar os locais cheios demais, já que todas as excursões chegam ao mesmo tempo, além de que é muito cansativo.

6. Lampang

Cavalo marrom puxa uma carroça em uma estrada, ao lado de gramado em árvores, durante o dia em Lampang a terceira maior cidade da Tailândia

Já Lampang é a terceira maior cidade da Tailândia e tem uma longa história e influência de várias culturas, que se refletem na arquitetura, na comida e nas tradições. 

Além de ser bonita e fácil de explorar, com belos locais de interesse, a uma curta distância do centro, é um pit stop incrível para quem relaxar, por conta de seu clima descontraido. 

Na verdade, alguns lugares da Tailândia podem ser rotulados como “uma viagem no tempo”, mas Lampang, especialmente, levou isso a sério. Não tem nem tuk tuks aqui, gente! As pessoas andam a cavalo e em carruagem. Sério! O minúsculo aeroporto é o que de mais avançado o lugar pode oferecer.

Tire 2 dias para ficar na cidade, alugue uma moto, explore os antigos templos budistas, visite os museus históricos, a feirinha noturna e saboreie muito a culinária do norte da Tailândia, que é das mais especiais do país!

Para completar, além do charme rural pitoresco de Lampang, você vai encontrar santuários de elefantes como o Hospital Amigos do Elefante Asiático, que ajudar a reabilitar e cuidar de elefantes ameaçados. Vale a pena conhecer!

Dica:

Se você estiver em Lampang em um sábado ou domingo à noite, não deixe de visitar o Mercado Noturno Gad Gong Tha: é o Nirvana de comida de rua. 

7. Sukhothai, centro-norte

estátua do buda sentado com pernas cruzadas sob céu azul, em parque de histórico de Sukhothai, no norte da Tailândia

Em primeiro lugar, saiba que Sukhothai, pequena cidade no norte da Tailândia, é considerada o berço da civilização tailandesa. Isso já diz muita coisa!

Não entendeu? Pense na “cidade velha” em Sukhothai como um mini Angkor Wat, não tão grande, mas impressionante à sua própria maneira. É basicamente os restos preservados do Reino de Sukhothai, uma dinastia que sobreviveu até o 14º século.

Foi lá que nasceram as tradições tailandesas que você verá por todo o país, da arte ao estilo arquitetônico, e não há melhor lugar para aprender mais sobre a história dos tailandeses do que em Sukhothai.

Por fim, em Sukhothai, você encontra o enorme Parque Histórico de Sukhothai, onde pode andar de bicicleta em volta das estruturas preservadas do século 13, o que vai te permitir ter uma boa ideia de como era o Reino de Sukhothai no passado. Um destino histórico que não pode faltar da lista do que visitar ao viajar para Tailândia.

8. Ayutthaya, Tailândia Central

Estátua do buda do pescoço para cima, com olhos fechados, em frente a templos em ruínas, durante o dia, em Ayutthaya, cidade ideal para quem quer viajar para a Tailândia para conhecer a história do país

Além de Sukhothai, aqueles com interesse na história da Tailândia devem ir direto para Ayutthaya.

Para começar, essa cidade, listada como Patrimônio Mundial da UNESCO, já foi a capital do antigo reino de Sião e está repleta de ruinas arqueológicas mosteiros, templos e estátuas, construídas entre os séculos 16 e 18, que ainda estão de pé.

Por lá, merecem destaque as torres de Wat Chaiwatthanaram, onde você encontrará 120 estátuas de Buda sentadas, o amplo complexo de templos de Wat Maha That, e os pagodes brancos de Wat Phra Si Sanphet.

Devido à proximidade de Ayutthaya e Bangkok, a cidade é uma ótima opção de viagem de fim de semana para quem ficará na Tailândia apenas alguns dias, ou para quem busca um bate-volta curto e divertido de Bangkok.

Tudo o que você precisa fazer é pegar o trem para Ayutthaya e, ao chegar, alugar uma bicicleta e explorar esta cidade antiga por conta própria.

9.Kanchanaburi, Tailândia Central

Águas cristalinas de Cataratas do Erawan, durante o dia, em Kanchanaburi, localizada na Tailândia Central

A apenas 140 km de Bangkok, fica Kanchanaburi, um ótimo lugar para quem quer escapar da agitada metrópole e experimentar um pouco da natureza deslumbrante do país.

A província abriga as Cataratas de Erawan, consideradas uma das mais magníficas da Tailândia, com suas impressionantes camadas de cascatas com mais de 7 níveis de águas transparentes.

Ao lado das cachoeiras Erawan, o Lago Sri Nakharin também atrai visitantes por conta das vistas deslumbrantes.

Esta viagem de um dia é excelente para quem quer fazer uma pausa relaxante num ambiente tranquilo e natural perto da cidade. Inclua na lista do que visitar em sua viagem para a Tailândia.

Viajar para Tailândia: Sul