23/01/2023 Por Bárbara Rocha

30 Curiosidades sobre o Japão que vão surpreender você!

Com certeza, você já deve saber algumas curiosidades sobre o Japão, como o fato dele abrigar belos palácios imperiais, milhares de templos e santuários, lindas paisagens naturais, arranha-céus modernos e trens super eficientes.

Mas você sabia que o país tem mais de 100 vulcões ativos,  uma ilha cheia de coelhos fofos, uma das maiores expectativas de vida do mundo, vende produtos com sabores bem inusitados (como Kit Kat de batata-doce) e é o lar de vários hotéis temáticos, além de banheiros com privadas que tocam até música? 

Interessante, né?! Essas são algumas das 30 curiosidades sobre o Japão que você vai descobrir nesta lista. Continue lendo para entender cada uma delas e aprender mais sobre a fascinante cultura japonesa!

montanha
Aqui você encontra: ocultar

1. Mais de 80% da terra no Japão é montanhosa.

durante o dia, templo de madeira com telhado verde, em meio a montanhas
Foto: Tom Vining no Unsplash

Uma curiosidade do Japão que encanta principalmente os aventureiros!

Este grande terreno montanhoso do país inclui mais de 100 vulcões ativos – que representam cerca de 10% de todos os vulcões ativos do mundo – e uma paisagem linda e excelente para esquiar e passear.

O grande destaque é o famoso Monte Fuji, perfeito para caminhadas. Quem prefere algo mais tranquilo, pode aproveitar para relaxar em banhos termais, com uma vista privilegiada para o Fuji, a partir do Fuji Lake Hotel, um hotel elegante à beira do lago, fundado na década de 30.

Outro cenário incrível é o Parque Nacional Sanriku Fukko, um tesouro natural, e a Shirakami-Sanchi World Heritage Site, onde estão os restos da antiga floresta virgem temperada  do Japão.

2. Há uma Ilha dos Coelhos no Japão.

durante o dia, coelho cinza comendo cenoura
Foto: Sam Lee no Unsplash

Localizada em Takehara, cidade de Hiroshima, Okunoshima, apelidada de Ilha dos Coelhos, é uma pequena ilha, com aproximadamente 4 km de circunferência, onde vivem cerca de 1.000 coelhos, que seguem procriando devido à inexistência de predadores naturais.

Claro que a fofura desses coelhinhos, ao longo dos anos, tornou o lugar uma atração turística popular. E realmente vale muito o passeio se você é um amante da natureza! Basta pegar uma balsa e você estará lá. A maioria das pessoas leva apenas uma hora para completar o passeio na ilha e compra comidas no local para alimentar os coelhos, o que é bem legal. 

O que muita gente não sabe, é que Okunoshima tem uma passado sombrio… Originalmente a ilha foi usada para testar armas químicas. Durante esse período, trabalhadores receberam equipamentos mínimos de proteção, o que levou muitas pessoas a adoecer devido à exposição a esses gases.

Hoje, é possível descobrir várias curiosidades do Japão relacionadas a esse período no Poison Gas Museum, localizado em Takehara.

3. Os japoneses são conhecidos por serem educados, gentis e silenciosos.

durante o dia, placa marrom, onde há escrito 'silence', cercada por árvores
Foto: Nick Fewings no Unsplash

Um fato que nós amamos da cultura japonesa é que os japoneses são extremamente educados e gentis. E você vai notar isso assim que desembarcar!

Mas o que pode parecer realmente estranho para os brasileiros é que eles também são super silenciosos. Conversar e dar risadas em voz alta? De jeito nenhum! Desde cedo eles aprendem (em casa e até na escola) a falar baixo.

Outra das curiosidades sobre o Japão que você vai notar é que raramente eles atendem ligações ou mandam áudios em público. E quando acontece em um restaurante, por exemplo, eles saem do estabelecimento para falar. Obviamente, vai ser difícil ouvir algum celular tocando, já que há avisos para manter o celular em modo silencioso em comércios e transportes.

Mas isso não significa que eles não são de falar, viu? Se você precisar, pode pedir ajuda sem medo! Eles são apenas reservados e não gostam de incomodar as pessoas, mas vão te ajudar com a maior paciência do mundo. 

Também é importante dizer que essa curiosidade do Japão não é uma regra. É sim algo comum da cultura japonesa, porém, não dá para generalizar. Pode acontecer de você conhecer um japonês bem falante ou mal-educado.

4. Os trens japoneses são alguns dos mais eficientes e pontuais do mundo.

durante o dia, trem bala branco, que de acordo com curiosidades sobre o japão é um dos mais eficientes do mundo
Foto: Henry Perks no Unsplash

O atraso médio dos trens japoneses é de 18 segundos! Parece um sonho para os brasileiros, mas no Japão é real.

E o que os torna tão pontuais? Os maquinistas são treinados em simuladores ultrarrealistas e dirigem apenas uma linha de trem – muitos nem precisam de um velocímetro para saber a que velocidade estão indo. 

Outra razão é a competição acirrada entre as empresas ferroviárias que não querem ficar para trás e trabalham duro para manter o grande número de passageiros de trem do Japão, custe o que custar (mesmo que isso signifique construir lojas de departamento sofisticadas nas estações…).

Para você ter noção de como a pontualidade é levada a sério, em 2017 uma companhia ferroviaria do japão emitiu um comunicado de desculpas por adiantar 20 segundos a saída de um trem.

5. Os japoneses amam sabores malucos.

coca-cola e fanta de diversos sabores em máquina automática de bebidas
Foto: Fabrizio Chiagano no Unsplash

Se você, assim como nós, adora experimentar sabores novos durante as viagens, essa é uma curiosidade do Japão que vai te agradar muito!

Cheetos de chocolate, maionese e abacate, Fanta de pêssego, limão com mel e melão, Doritos de frango teriyaki, alga e salmão, sorvete sorvete de enguia, polvo e língua de boi, Kit Kat de edamame (soja verde), batata-doce e matcha (chá verde) são só alguns dos sabores de produtos conhecidos no Brasil, vendidos com sabores bem diferentes nos mercados japoneses.

Alguns são bem estranhos, mas outros achamos maravilhos. Experimente para tirar suas próprias conclusões!

6. O Japão é um país extremamente limpo.

durante o dia, bicicletas estacionadas em frente a casas em rua do japão
Foto: Fabrizio Chiagano no Unsplash

Uma curiosidade do Japão que você já deve ter ouvido falar e até visto em vários jornais, é que o país é muito limpo!

É quase impossível encontrar algum lixo no chão. Até mesmo as folhas que caem das árvores costumam ser rapidamente recolhidas pelos funcionários de limpeza ou voluntários que costumam limpar as ruas para manter tudo organizado.

E esse não é um hábito da cultura japonesa que eles praticam apenas no próprio território. Fora do país, os japoneses também recolhem seus lixos e dos outros – inclusive, essa cena se repetiu em vários jogos da copa do mundo em que os japoneses estiveram presentes.

E de onde vem tanta educação? É uma tradição milenar que acreditam ter vindo do budismo, onde a limpeza significa purificar a mente. Desde cedo, nas escolas, templos e outros espaços, os japoneses também têm na rotina diária o ‘soji’, o momento de limpar o local, além dos bairros receberem diversos eventos de limpeza. Assim, eles crescem acostumados com esse hábito.

No entanto, uma curiosidade do Japão que você vai perceber explorando o país é que há poucas lixeiras na maioria das cidades do Japão. Há várias teorias sobre isso, como o fato de não ser necessário, já que os japoneses estão acostumados a carregar na uma sacola para os seus lixos, e também por uma medida de segurança, por já terem acontecido alguns ataques com bombas deixadas nas lixeiras. 

7. Tokyo é considerada a maior cidade do mundo.

pessoas caminhando em rua cercada por prédios com letreiros coloridos em tokyo, que de acordo com curiosidade do japão é a maior cidade do mundo
Foto: Jezael Melgoza no Unsplash

Formada por muitas áreas diferentes que, juntas, possuem 2.194 km² e são o lar de quase 38 milhões de pessoas (o mesmo do que toda a população do Canadá!) Tokyo é considerada a maior e mais populosa cidade do mundo. 

Pra você ter ideia, cerca de 28% de toda a população do Japão vive Tokyo, então, dá para imaginar como a cidade é movimentada, né?! Boa parte mora no centro, mas há também habitantes nas áreas periféricas de Chiba, Saitama, Kawasaki, Sagamihara e Yokohama.

8. A cada ano ocorrem mais de 2.000 terremotos no Japão.

durante o dia, asfalto rachado após terremoto, que de acordo com curiosidades sobre o japão acontece todos os dias no país
Foto: Jens Aber no Unsplash

Sim, essa curiosidade do Japão está certa! Devido a localização em contato com quatro placas tectônicas distintas, o Japão é um dos países mais propensos a terremotos do mundo.

Geralmente, há vários sismos por dia, a maioria imperceptível, mas terremotos grandes e destrutivos ocorrem de tempos em tempos.

Há até um site (Japan Meteorological Agency) em que dá para acompanhar as informações de terremoto diariamente e a lista é extensa, com terremotos (de baixa magnitude) basicamente todos os dias!

9. O Monte Fuji é um local sagrado para os japoneses.

vista aérea de pico de vulcão coberto por neve, que segundo a cultura do japão é um lugar sagrado
Foto: Ningyu He no Unsplash

Além de ser a montanha mais alta do Japão, uma curiosidade do Japão interessante sobre o Monte Fuji é que ele é considerado um local sagrado  para a religião xintoísta desde o século VII.

A Princesa Konohanasakuya é a Kami (pessoa divina) do Monte Fuji na religião xintoísta e a flor de cerejeira (que deixa linda a primavera do país) é o símbolo que a representa.

Mesmo quem não segue a religião xintoísta, costuma relatar que sente um clima tranquilo e completamente diferente nesse ponto turístico. Não deixe de visitá-lo para descobrir se você sente o mesmo!

A visita pode ser feita de várias maneiras, sendo a mais recomendada de trem bala (assim você já combina duas experiências maravilhosas em uma só!). Para isso, você precisa pegar um trem na estação Shinjuku, em Tokyo (linha Chuo) em direção a Otsuki, utilizando o JR Pass. Ao chegar, basta mudar para a linha Fuji Kyuko, para ir até Kawaguchi-ko, mas para esse segundo trecho será preciso adquirir uma passagem individual, já que o JR Pass não é aceito.

10. O Japão foi completamente isolado do mundo por um período.

durante o dia, gueixa, em trilha cercada por árvores, segura wagasa vermelho
Foto: Walter Mario Stein no Unsplash

Praticamente na mesma época em que os europeus chegaram ao Brasil, eles também “descobriram” as terras japonesas. Devido à enorme influência que a cultura europeia teve na cultura do Japão desde esse primeiro encontro, que ocorreu em 1543, chegando a converter xintoístas e budistas ao catolicismo, Tokugawa Lemitsu, o Shogun do Japão, fechou o Japão para todos os estrangeiros em 1635.

Durante esse período, que durou mais de 200 anos, foi aplicada a lei Édito Sakoku, que previa punição para quem fosse pego usando produtos europeus, pena de morte para europeus que entrassem ilegalmente no Japão e a proibição da prática do catolicismo.

11. Os japoneses têm uma das maiores expectativas de vida do mundo.

durante o dia, japonês idoso, com boné e camisa de manga longa brancos, avental e calça pretos e tênis branco, pedala em rua no japão
Foto: Beth Macdonald no Unsplash

Atualmente, a expectativa de vida no Japão é de 81 anos para os homens e 84 anos para as mulheres, perdendo só para Hong Kong, com expectativa de 88 anos para as mulheres e 82 anos para os homens.

O país também está em 4º lugar na lista de países com maior habitantes idosos (pessoas com 60 anos ou mais) no mundo, e até abriga a ilha com maior longevidade do planeta, a Okinawa, onde boa parte dos habitantes tem mais de 100 anos!

Com esses números impressionantes, muita gente se pergunta quais os segredos para viver tanto. Ainda não há uma resposta certa pra essa curiosidade do Japão, mas vários fatores que estudiosos acreditam podem levar a isso, como a alimentação saudável (os japoneses consomem pouca carne vermelha e muita soja), eles passam bastante tempo ao ar livre (o que potencializa a vitamina D) e praticam várias atividades.

12. O Japão já teve o maior mercado de peixe do mundo.

diversos peixes expostos para venda em mercado que de acordo com curiosidades do japão já foi o maior do mundo
Foto: AXP Photography no Unsplash

Fundado em 1935, o Tsukiji Fish Market, por muitos anos, foi considerado o mercado atacadista de peixes mais famoso do mundo. 

Até hoje, é referência quando assunto são os frutos do mar fresquinhos, mas também tem a fama de ser a “Cidade da Comida no Japão”, por reunir diversos restaurantes, lojas e cafeterias para todos os gostos.

No local, é possível observar crustáceos, polvos e peixes sendo cortados pelos vendedores. A variedade é realmente impressionante e, pra você ter ideia, vimos até peixes maiores que a gente! 

Também dá para se esbaldar com a culinária da cultura japonesa, provando o clássico sushi (BEM diferente e melhor do que o servido no Brasil), a tigela de arroz de sashimi e o tamagoyaki (um ovo enrolado frito). 

13. Melões japoneses podem custar mais de 10.000 ienes.

dois pedaços de melão em cima de mesa branca
Foto: Otherness TV no Unsplash

Enquanto no Brasil 1kg de melão chega a custar menos de R$2,00 em algumas cidades e, em outras, cerca de R$10,00, no Japão eles chegam a ser vendidos por mais de 10,000 ienes cada!

O motivo dessa curiosidade do Japão é histórico: como forma de gratidão, o melão era oferecido pelos samurais ao shogun japonês. Até hoje, a fruta é vista como um grande presente, além de ser cultivada com o maior cuidado, o que aumenta o seu valor simbólico e material. 

Em algumas cidades, o melão é até mesmo vendido em shoppings, embaladas em caixinhas chiques, e em 2021 dois melões chegaram a ser vendidos por 2,7 milhões de ienes!

14. O Japão realmente é a terra do sol nascente.

durante entardecer, vista aérea de casas
Foto: Matt Ketchum no Unsplash

Das curiosidades do Japão, uma das mais famosas tem relação com o seu apelido ”Terra do Sol Nascente”. Você sabia que, na realidade, o nome oficial (em japonês) é “Nippon”, que significa “Origem do Sol”?

Acredita-se que o nome tenha vindo através da perspectiva que o povo chinês tinha do país, já que quando observavam o amanhecer (no leste), olhavam para a mesma direção onde fica o Japão. 

Outros dizem que surgiu do próprio país, e há até relatos de que o Príncipe Shotoku mandou uma carta para a China, em 607 DC, com a frase “O Imperador do país Onde o Sol Nasce envia uma carta ao Imperador do País Onde o Sol se Põe. Como você está?”.

15. O número quatro é considerado um número de azar no Japão.

número quatro pintado em branco em parede com tijolos cinzas
Foto: Makarios Tang no Unsplash

Observe essa curiosidade do Japão quando estiver viajando pelo país: vários elevadores de hotéis, shoppings e hospitais não tem 4º andar, eles simplesmente pulam para 3A ou 5, depois do 3.

O motivo é que os japoneses consideram o 4 um número de azar, por a palavra ‘shi’, que significa quatro, ser parecida com a palavra em japonês utilizada para morte. Por isso, além de evitar utilizar o número nos lugares, eles costumam pronunciar ‘yon’, no lugar de ‘shi’.

16. O país é sede de festivais bem diferentes.

durante o dia, diversas pessoas em desfile de um dos festivais da cultura japonesa
Foto: Stealth3327, CC0, via Wikimedia Commons

Todos os anos, acontecem vários festivais no Japão, ótimos para quem está no país e quer conhecer mais da cultura japonesa. 

No entanto, alguns podem surpreender bastante, por serem bem diferentes da nossa cultura. Um deles é o Hadaka Matsuri, em que homens ficam com o mínimo de roupa possível, ou completamente nus, saem pelas ruas, bebem saquê e se jogam na lama, em alguns casos, para purificar o corpo e garantir sorte para o ano inteiro.

Tem também o Kanamara Matsuri (Festival do Falo de Aço), um festival sagrado e divertido em que a população desfila ao redor de carros que carregam grandes esculturas de membros sexuais masculinos, para se divertir, mas também atrair fertilidade e sucesso nos negócios.

17. Existem 108 vulcões ativos no Japão.

durante o dia, reflexo de pico de vulcão coberto por neve em lago
Foto: Tommy Silver no Unsplash

Ao todo, o Japão abriga mais de 200 vulcões, sendo mais da metade deles ativos! E uma das curiosidades sobre o Japão é que não é tão raro acontecerem erupções pelo país, quase todo ano ocorre alguma.

Dentre os vulcões, o mais famoso é o Monte Fuji, mas há também o Sakurajima, o Monte Aso, o Monte Ontake, o Monte Asama e muitos outros.

18. É um dos países mais seguros do mundo.

durante o dia, duas pessoas de costas, com coletes pretos, onde há escrito ''police''
Foto: Adrien Bruneau no Unsplash

Você já deve ter ouvido falar dessa curiosidade do Japão, mas é tão importante, principalmente para quem pretende fazer uma viagem solo, que não poderíamos deixar de mencionar.

Realmente, a natureza é imprevisível por aqui e, anualmente, costumam acontecer erupções vulcânicas, terremotos, tufões e tsunamis… Por outro lado, o Japão é considerado um dos países mais seguros do mundo, com baixo índice de assaltos, assassinatos e outros crimes violentos.

19. No Japão, ninguém atravessa a rua fora da faixa ou com o semáforo fechado.

durante a noite, carros passando em avenida de tokyo enquanto pessoas esperam para atravessar na faixa de pedestres
Foto: Louie Nicolo Nimor no Unsplash

Diferente do Brasil, onde em várias cidades a faixa de pedestres é ignorada, no Japão ela é super respeitada! 

É muito difícil ver um japonês atravessando fora da faixa, da mesma forma que é bem raro alguém atravessar com o sinal fechado – mesmo sem carros, faz parte da cultura japonesa esperar o sinal abrir para os pedestres!

20. Os japoneses tomam diversos cuidados quando ficam resfriados ou gripados.

máscaras de proteção verdes em cima de mesa branca
Foto: Mika Baumeister no Unsplash

Bem antes da pandemia de COVID-19, as pessoas no Japão já utilizavam máscaras nos transportes e locais públicos, sempre que estavam gripadas. Eles também costumam espirrar na dobra do cotovelo, e não nas mãos.

Ambos são hábitos da cultura japonesa para evitar transmitir alguma doença para outras pessoas.

21. Tatuagens não são bem vistas.

braço de pessoa branca com diversas tatuagens de flores coloridas
Foto: Annie Spratt no Unsplash

No passado, a tatuagem era utilizada na cultura japonesa para marcar o corpo de criminosos, além de ser utilizada por membros da máfia, por isso, até hoje, existe um certo preconceito, especialmente vindo dos idosos, com pessoas tatuadas.

Até as Olimpíadas de 2020, que trouxeram à tona essa discussão, muitas academias e onsen (fontes termais), não aceitavam a entrada de pessoas com tatuagem – e ainda podem existir algumas que não aceitem –, mas, aos poucos, a situação tem mudado no país.

22. No Japão, já é possível “namorar” com robôs.

luminárias em formato de homem e mulher nus dando as mãos
Foto: Michael Prewett no Unsplash

Essa é mais uma das curiosidades sobre o Japão que você já deve ter lido por aí, mas não dá para deixar de mencionar, é realmente um fato bem curioso!

Há alguns anos, a marca LumiDolls tem sido um sucesso no país, oferecendo a venda de robôs sexuais que podem custar cerca de 2 mil euros. E, antes da compra, os japoneses podem fazer um “test drive” em “bordéis” com robôs, por 30 minutos, o que custa mais de R$300,00.

Mas ela não é a única empresa faturando com esse hábito que já faz parte da cultura japonesa. Há várias outras empresas vendendo bonecas sexuais pelo país e até relatos de japoneses casando com bonecas  (algumas virtuais)! Bizarro, né?!

23. A taxa de alfabetização da população japonesa é de quase 100%.

diversas prateleiras cheias de livros com curiosidades sobre a cultura do japão
Foto: Leo Okuyama no Unsplash

Classificado como um dos países que mais investe em educação no mundo, essa é uma curiosidade do Japão que já era de se esperar: o país tem um dos maiores índices de alfabetização do planeta (cerca de 99%).

24. Tira-se o sapato para entrar em casa e coloca-se outro para usar no banheiro.

durante o dia, mão de pessoa branca segurando par de salto alto azul
Foto: Andrew Tanglao no Unsplash

Como mencionamos antes, uma das curiosidades do Japão é que a limpeza é levada muito a sério pelo seu povo.

Dentre vários hábitos que demonstram isso, um dos que você já deve saber é que eles tiram os sapatos antes de entrar em casa e até em alguns lugares, como restaurantes tradicionais (com mesas baixas para sentar no chão), templos e santuários. 

Essa tradição da cultura japonesa é bem antiga e vem dos povos antigos, que costumavam comer apenas em tatames e dormir em futons. Ou seja, eles comiam e dormiam bem perto do chão, por isso, gostavam de manter o ambiente limpo.

Também é comum os japoneses tirarem ou trocarem os chinelos ao entrar no banheiro para não levar nenhuma bactéria/sujeira para esse ambiente. Super higiênico, né?

Para não desrespeitar a cultura do Japão, ao visitar a casa de alguém ou algum estabelecimento, preste atenção na entrada: quando o piso é alto, é regra que você precisa tirar os sapatos e deixar na porta ou no genkan, uma área só para guardar os calçados. Caso fique na dúvida, é melhor perguntar antes de entrar!

25. O Japão tem alguns dos banheiros mais elaborados do mundo (e privadas high-tech).

privada high-tech da cultura japonesa, com botões coloridos, onde há escrito 'stop', 'shower' e 'bidet'
Foto: Armin Kobelbeck, CC BY-SA 3.0

Uma curiosidade da cultura japonesa importante para saber antes de viajar, é que você vai encontrar muitos banheiros diferentes e altamente modernos!

Enquanto alguns tem o tradicional modelo japonês (com vasos sanitários embutidos no chão), vários são equipados com vasos sanitários high-tech que aquecem o assento, soltam jato de água (quente ou fria) para você lavar as partes íntimas e até tocam música!

26. E é o lar de alguns dos hotéis mais legais e incomuns do mundo.

páginas de livros pendurados em teto e diversas prateleiras com livros em salão de hotel no japão
Foto divulgação: Book And Bed Tokyo Shinjuku

O Japão é o lar de alguns dos hotéis mais legais e incomuns do mundo! E preparamos uma listinha para provar isso:

  • Henn na Hotel Tokyo Ginza: este hotel no Japão é administrado por robôs multilíngues. Sim, robôs, que se parecem bastante com pessoas! Eles servem para fazer o check-in dos hóspedes e há vários robôs carregadores para transportar as bagagens até os quartos.
  • Hotel Gracery Shinjuku: é famoso por ter na fachada um Godzilla enorme. Os quartos mais disputados por aqui são os com vista para a estátua.
  • Keio Plaza Hotel Tama: tem várias suítes lindas com temática da famosa Hello Kitty. Se você vai viajar com crianças é uma hospedagem imperdível!
  • Book & Bed Tokyo: para os leitores, é um verdadeiro paraíso. Esse hotel é decorado com inúmeros livros (até no teto) que estão à disposição dos hóspedes.
  • Ryokans: presentes na cultura do Japão desde o século XVII, estes hotéis apresentam uma típica decoração japonesa, com pisos de tatame e futon (um tipo de colchão), servem vários pratos tradicionais mais difíceis de encontrar em restaurantes e oferecem um atendimento personalizado. É a chance de saber como os locais mais tradicionais vivem! Entre os melhores estão o Ryokan Asakusa Shigetsu e o Onsen Ryokan Yuen Bettei Tokyo Daita.
  • Hotéis-cápsulas: formado por vários corredores, divididos em “quartos” com 2 metros de comprimento e 1,25m de largura, onde ficam uma cama e tomada, esses hotéis são uma criação peculiar da cultura japonesa que atraem os curiosos e viajantes com orçamento limitado. do-c Ebisu, nine hours Suidobashi e Resol Poshtel Tokyo Asakusa são alguns dos mais famosos, todos em Tokyo.

27. Os robôs já existiam na cultura japonesa em 1600.

robô branco em frente a loja de malas em shopping no japão
Foto: Lukas no Unsplash

Embora muita gente ache que os robôs são criações recentes da cultura do Japão, o conceito já fazia parte do país em 1600!

Claro que eram robôs com uma tecnologia muito inferior, mas já mostravam o que estava por vir. Conhecidos como Karakuri Ningyo, eles eram feitos com madeira e utilizados para atirar flechas, escrever mensagens simples e até servir chá.

28. A gorjeta pode ser vista como ofensa.

moedas de iene em cima de mão aberta de pessoa branca
Foto: Senad Palic no Unsplash

Ao contrário de muitos países ocidentais, como os Estados Unidos, em que não dar gorjeta pode ser considerado falta de educação, no Japão, oferecer gorjeta é considerado ofensivo.

O motivo é simples: na cultura japonesa, servir o cliente é uma honra e prestar um bom serviço é basicamente uma obrigação. Há até um conceito conhecido como omotenashi, que quer dizer literalmente ”hospitalidade”, e é uma filosofia especial do país de cuidar com todo carinho do visitante.

Portanto, por mais incrível que seja o serviço recebido, não insista na gorjeta. Os funcionários de hotéis/restaurantes são treinados para recusá-la educadamente e vão ficar ofendidos se você insistir.

29. Curvar-se é muito importante na cultura japonesa.

durante o dia, japoneses curvando-se um para o outro, um ato importante na cultura japonesa
Foto: Maya-Anais Yataghene from Paris, France, CC BY 2.0

Para nós (brasileiros) que estamos acostumados com apertos de mão, abraços e beijinhos na bochecha, essa curiosidade do Japão pode parecer estranha: o povo japonês não curte muito o contato físico.

Então, como cumprimentar e agradecer alguém? O ideal é curvar um pouco a cabeça e o tronco, acompanhado de um “oi” ou um “obrigado (a)”, por exemplo. É assim que os japoneses fazem nos estabelecimentos, no trabalho e até com os amigos, e fazer o mesmo demonstra respeito pela cultura japonesa!

30. É normal que os japoneses trabalhem muito (muito mesmo!).

japonês com touca preta, blusa vermelha e calça preta, trabalhando em cozinha de restaurante no japão
Foto: Anton Nazaretian no Unsplash

Para finalizar nossa lista, eis uma curiosidade do Japão relevante para quem quer saber mais do cotidiano local ou pensa em trabalhar por lá: esse é um dos países onde as pessoas mais trabalham no mundo.

Apesar da jornada de trabalho, por lei, ser de 40 horas semanais, muitos japoneses trabalham mais de 60 horas por semana. O mais bizarro é que há vários relatos de morte por esse motivo e até uma palavra para esse fenômeno da cultura japonesa: karoshi, que significa literalmente morte por excesso de trabalho.

Outras curiosidades do Japão

População: 125,7 milhões.

Área: 377.973 km²

Capital: Tokyo.

Fuso horário: GMT+9. São 12 horas de diferença para o horário de Brasília.

Localização: Ásia.

Fronteiras: O Japão não faz fronteira diretamente com nenhum país. Mas os países mais próximos são China, Rússia, as Coreias do Norte e do Sul e as Filipinas.

Clima: Predomina o clima temperado oceânico na parte central e o clima subtropical no sul.

Moeda: O iene japonês (¥) é a moeda do Japão. A maioria dos lugares no Japão não aceita cartões de crédito e é sempre aconselhável ter dinheiro em espécie.

Visto:  A maioria dos visitantes pode entrar no Japão sem visto por 90 dias – verifique com sua embaixada.

Idioma: Japonês.

Sistema de Governo: Monarquia parlamentarista.

Religião: 80% da população segue o xintoísmo, 13% budismo, 3% cristianismo e 1% não tem religião.

Qual a curiosidade do Japão que mais te surpreendeu?

E aí, esse post te ajudou? 

Antes de sair se liga nessa dica: em nossas viagens para o Japão, reservamos todos os nossos hotéis com o booking.com e a gente recomenda que você faça o mesmo, já que, por meio desta plataforma, é possível ler as avaliações dos hóspedes anteriores e até cancelar a reserva gratuitamente (na maioria dos hotéis), caso os planos mudem. 

Ainda tem alguma dúvida? Não deixe de enviá-la pelos comentários, nós ficaremos felizes em poder ajudar! 

Você também pode gostar de ler: