10 melhores lugares para visitar em Israel
Share

10 melhores lugares para visitar em Israel




 

10 melhores lugares para visitar em Israel.

Este minúsculo país é um dos destinos mais emocionantes e diversificados do mundo.

Do deserto ao mar, Israel é tudo menos chato.

Aqueles que buscam aventura se emocionarão explorando as belezas naturais de Israel, os amantes da história encontrarão sítios arqueológicos e museus maravilhosos e os viajantes religiosos descobrirão um significado mais profundo.

Seja qual for o motivo de sua viagem, aqui estão os nossos 10 melhores lugares para visitar em Israel:

 

Colinas de Golã

 

As Colinas de Golã, no extremo norte de Israel, é um destino muitas vezes ignorado, porque é um pouco fora do caminho para muitos turistas. Mas, se você estiver de carro e tiver tempo, esta incrível parte do mundo tem alguns lugares verdadeiramente maravilhosos – que vão fazer com que você queira ficar mais tempo!

Visite as cachoeiras de Banias, um dos verdadeiros tesouros do norte de Israel, especialmente no inverno, quando está no seu fluxo total. Alimentado pela neve derretida da montanha mais alta de Israel, o Monte Hermon, a melhor cachoeira de Israel é também o lar de algumas grandes caminhadas, com trilhas que passam por locais de peregrinação cristã e vestígios dos romanos e cruzados. Amante dos vinhos? As vinhas da área são algumas das melhores em Israel. No inverno, o Monte Hermon é o destino ideal para os esquiadores.

 

Mar da Galileia

Foto: Autor desconhecido

Tel Aviv e Jerusalém podem ser mais populares, mas a região do Mar da Galiléia (também conhecido como “o Kinneret”) não deve ser esquecido. Oferece uma mistura única de locais sagrados para judeus e cristãos, além de praias deslumbrantes – tanto arenosas quanto rochosas.  O Rio Jordão é o principal afluente do Mar da Galileia (na verdade, um lago de água doce), e por isso muitos peregrinos aproveitam a visita a essa região para fazer o Batismo no Rio Jordão em Yarendit, além de visitarem a Igreja da Multiplicação dos Pães e dos Peixe e o Monte das Bem-Aventuranças, entre outros. É uma região impressionantemente bela e historicamente rica.

Deixamos aqui a recomendação de, durante a visita, contratar o Guia Brasileiro em Israel – Sérgio Rushansky. Ele nos acompanhou e tivemos uma ótima experiência! Além de simpático, ele tem muito conhecimento da região, já que mora na Galiléia há mais de 40 anos.

 

Akko

Acre, ou Akko, é um Património Mundial da UNESCO reconhecido pela preservação de edifícios cruzados medievais entrelaçados com a antiga arquitetura muçulmana.

Aninhado na costa do norte de Israel, Akko é uma cidade portuária bem-vinda, rica em história judaica, atrações e comida fantástica.  Sua rica história é palpável em suas ruas, nas passagens subterrâneas e arquitetura pitoresca, cujo caráter reflete o legado deixado pelos gregos, romanos, cruzados e árabes.

Mas o que transformou esta jóia escondida num destino é o seu recente surgimento como pólo gastronômico do norte, com alguns dos melhores hummus no Mediterrâneo oriental e alguns dos melhores restaurantes de frutos do mar em Israel.

 

Haifa

Foto: Autor desconhecido

Haifa é uma cidade portuária de Israel, sendo a terceira maior do país, depois de Tel Aviv e Jerusalém. Localiza-se na costa, no norte do país construída nas encostas do Monte Carmelo.

Tem uma população mista de árabes e judeus dando um exemplo de coexistência pacífica e tornando-se um lugar muito animado. Lá, estão os belíssimos Jardins Baha’i.

 

Masada

Com vista para o Mar Morto, Masada é uma montanha de cor de ferrão com uma fortaleza de presságio que se equilibra no topo, construída pelo rei Herodes o Grande. A lenda afirma que, durante um cerco a Masada, os rebeldes judeus cometeram suicídio em massa, optando por se jogarem fora do penhasco da fronteira ao invés de serem capturados pelas forças romanas. Embora os detalhes exatos sejam questionáveis, Masada é uma atração cultural, arquitetônica e natural que deve ser vista em Israel.

O melhor momento para visitar Masada é ao nascer do sol, quando é provável que esteja menos ocupado e quando se obtém lindas vistas do deserto abaixo.

 

Jerusalém

Foto: Vagner Alcantelado

Não existe apenas uma Jerusalém, há muitas Jerusalém! É uma cidade sagrada onde o judaísmo, o islamismo e o cristianismo têm fortes raízes.

Jerusalém tem muito a oferecer não só aos turistas mais tradicionais – aqueles que fazem passeios com grupos guiados e querem visitar os lugares mais famosos de Jerusalém; mas também a um público mais jovem que procura atrações turísticas alternativas, inovadoras e fora da grade de Jerusalém.

Tenha em mente que você vai precisar de pelo menos 4 dias para ver o melhor. Nenhuma visita a Jerusalém fica completa sem passar por esses locais: as ruas dos bairros judeus, arábes e cristãos, o Muro das Lamentações, a Igreja do Santo Sepulcro e o Monte das Oliveiras, que oferece vistas espetaculares. Visite também o centro memorial do Holocausto Yad Vashem e a cidadela da Torre de Davi.

 

Eilat

Foto: Autor desconhecido

O clima quente e seco do deserto e o incrível Mar Vermelho, rodeado por belas montanhas, fazem de Eilat o destino perfeito para turistas e, definitivamente, a cidade resort número 1 na área. É um dos melhores destinos do mundo para fazer snorkeling e mergulhar.

Espere ver recifes de corais e uma grande diversidade de peixes. Há ainda Observatório subaquático, o Vale de Timna, a Reserva Natural de Yotvata Hai-Bar e as raízes do Museu Arqueológico de Aqaba.

 

Negev

Fonte: Pinterest

O deserto do Negev vai até onde os olhos conseguem alcançar, ocupando mais da metade da massa terrestre de Israel.

Aventure-se aqui para ver um nascer e pôr-do-sol mágicos, onde é possível ver a areia bronzeada se transformar em diferentes tons de vermelho, rosa e amarelo.

Os amantes da geologia adorarão os pilares de arenito do Timna Park. Os aventureiros vão se emocionar ao caminhar ao redor da Cratera Ramon e pelo vale de Ein Avdat. Se quiser caminhar pela cratera e até o dente de Ramon, leve uma garrafa d’água para fugir do calor abrasador. Para quem preferir uma expedição com ar condicionado, é possível contratar um motorista e viajar pelo Negev de 4×4.

 

Mar Morto

Foto: Autor desconhecido

O Mar Morto, ou o Mar Salgado, é o ponto mais baixo do mundo. Lambuze-se na lama escura e passe um dia flutuando no mar salgado, que é oito vezes mais salgado que o oceano.

Flutuar ali é uma experiência muito diferente, como se estivesse com um colete salva-vidas.

A combinação de lama, sal e calor é pensado para purificar o corpo e esfoliar a pele – uma experiência completa jamais oferecida nos spas do mundão.

 

Tel Aviv

Foto: Autor desconhecido

Tel Aviv representa a face mais moderna de Israel, onde o clima mediterrâneo dá um toque mais descontraído à cidade, reconhecido destino gay friendly, onde ruas de arquitetura Bauhaus predominam entre animados bares à beira-mar. Uma cidade que respira esportes, gente bonita, modernidade, combina praias relaxantes, uma vida noturna vibrante, mercados autênticos, destaques culinários e muito mais.

Bairros históricos, como Old Jaffa, complementam a visita a Tel Aviv. Sua enorme variedade de atrações é surpreendente, desde mesquitas e igrejas até torres de relógio antigos, pontes, esculturas, aulas de yoga, museus, galerias de arte israelenses, restaurantes modernos e uma enorme lista de coisas para se fazer nesta cidade nova que nunca dorme.

Bárbara Rocha

Bárbara Rocha

Melhores Momentos da vida - Nômades Digitais at Alcantelado & Rocha
Jornalista e produtora cultural, desistiu de esperar ser rica um dia para ir atrás do sonho de conhecer todos os países do mundo. Fanática por livros, gastronomia, música e filmes. É sócia da agência Alcantelado & Rocha e nômade digital.
Bárbara Rocha

Comentários

comments